Abrir menu principal

Desciclopédia β

Este artigo se trata de um LIVRO!

Ele tem dedicatória, uma introdução chata pra caralho e assinatura do autor, que com certeza usa gola rolê e um par de óculos.

Outras obras literárias que você tem preguiça de ler.
20100203221304!5 wikipedia-2-550x550.jpg
"Este esboço é uma Silmaril. Faça ele mais forte
antes que Morgoth o conquiste."
NovoWikisplode.gif
Para os neo-ateus que preferem acreditar em mentiras, os supostos experts da Wikipédia têm um artigo sobre: Torá.

Cquote1.png Sua intenção era pesquisar: Tora? Cquote2.png
Google dando uma de adivinho com a pesquisa de Torá
Cquote1.png Você quis dizer: Pentateuco? Cquote2.png
Google sobre Torá
Cquote1.png É olho por olho, dente por dente! Cquote2.png
D'us sobre mandamento da Torá.
Cquote1.png Quem com ferro fere com ferro será ferido! Cquote2.png
D'us sobre mais um mandamento da Torá.
Cquote1.png Meig nischt! Cquote2.png
D'us sobre este texto.

Contexto históricoEditar

O povo já estava no Egito há um bom tempo, não aguentavam mais aquela vida de escravos nos subúrbios das pirâmides, até que um dia, um rapaz judeu que havia sido criado como egípcio cisma de libertar o povo da filosofia da chibata que já reinava há um bom tempo, seu nome era Moisés.

Moshé Sallyo de MisraimEditar

Moisés juntou uma rapaziada esperta e se mandou do Egito, após um bom tempo para cima e para baixo no meio do deserto ele recebe uma nova revelação, segundo o Midrash assim aconteceu:

Deus estava procurando um povo para ser o povo escolhido e foi perguntando à várias nações do mundo. Ele perguntou aos romanos se amariam ao seu deus sobre todas as coisas, ao hindus se não teriam outros deuses diante dele, aos gregos se não fariam escultura de ídolo, aos japoneses se não trabalhariam no sábado, aos babilônios se honrariam pai e mãe, aos maias se não matariam, aos egípcios se não cometeriam adultério, aos hunos se não roubariam, aos vikings se não mentiriam e aos árabes se não cobiçariam, sempre obtendo respostas negativas e as vezes desculpas, como os feriados japoneses, os sacrifícios maias e as lendas mentirosas dos vikings. O discurso seguia o esquema a seguir:

  Vocês querem um mandamento?  
Deus.

  E qual seria?  
Povo aleatório.

  <inserir um dos dez mandamentos>.  
Deus.

  Não, obrigado. <inserir desculpa esfarrapada não-necessariamente engraçada>.  
Povo aleatório

Finalmente, ele perguntou aos hebreus, que se importavam mais em saber o custo que o mandamento em si. Como era de graça...

  Então manda vir logo uns dez.  
Povo hebreu.

E assim surgiu a Torá, juntamente com outros 613 mandamentos de quebra, só para não dizer que ele não tava generoso.

A Torá e os judeusEditar

E assim os hebreus se foderam com um monte de leis que não acabava mais, e ainda por cima tiveram que seguir o homem da vara por quarenta anos, perdidos num deserto que poderia ser atravessado em apenas cinco. Tais leis incluíam a punição por apedrejamento à mulher que adulterar mas o homem pode ter quantas mulher ele quiser, Falcon Punch na mulher que atrapalhar a briga de seu macho pegando no Oswaldo, isolamento do resto da humanidade à uma distância de 3 bengas de Motumbo em caso de lepra, e também não podia comer cavalo, porco, lagosta ou tubarão, mas podia comer gafanhoto. Ah, e eles também tinham o direito de saquear a terra dos outros.