Abrir menu principal

Desciclopédia β

Toru Kumon

Jaspion metaltex.jpg

Made in Japan
Este é um artigo com tecnologia do sol nascente né.
Ele sabe a diferença entre ele mesmo, um chinês e um coreano. Só ele mesmo.

Night creature.JPG Toru Kumon surgiu das trevas!!

E está aqui pra puxar seu pé!

Puro osso.gif


Cquote1.png Você quis dizer: Boi Kumon Cquote2.png
Google sobre Toru Kumon
Cquote1.png Você quis dizer: Pai torturador? Cquote2.png
Google sobre Toru Kumon
Cquote1.png Você quis dizer: Destruidor de infâncias? Cquote2.png
Google sobre Toru Kumon


Toru Kumon (aka. Toru Cumon) é um destruidor de infâncias que torturava o seu filho para fazer mais de oito mil bloquinhos por dia, e, sempre achou que torturar o seu filho não era suficiente, então decidiu criar o método Kumon, para torturar ainda mais crianças ao redor do globo!

Você conhece o Kumon? Já deve ter visto placas pela cidade indicando as unidades, mas sabe realmente o que significa? Quem não o conhece pode até confundi-lo com aulas de reforço escolar para crianças em dificuldade, mas a rede de franquias Kumon oferece muito mais àqueles que a procura.

O Kumon nasceu em 1958, no Japão, do desejo de um pai em preparar o filho para o futuro. O professor de Matemática Toru Kumon elaborou exercícios de cálculos para seu filho Takeshi, que havia tirado uma nota ruim na escola e este em pouco tempo, teve seu desempenho notado por todos, inclusive pelos pais das outras crianças, que optaram por aplicar o método com seus filhos também.

Não se deixe enganar por esse rosto sorridente.

Toru kumon achava que esforçando as crianças ao maximo, elas conseguiriam chegar a perfeição, porém, todos os pais que aplicaram esse método de ensino nos filhos não sabiam que iriam desencadear uma série de problemas psicológicos em seus filhos. O filho de toru kumon teve que ir para um centro psiquiátrico, pois seu pai o obrigava a resolver os bloquinhos vinte e uma horas por dia.

Após este acontecimento as franquias do kumon passaram a obrigar os alunos a resolverem vários bloquinhos com problemas matemáticos ou textos enormes durante dezoito horas, fazendo com que as crianças ficassem apenas com um enorme cansaço mental, é preciso lembrar que não haviam apenas crianças matriculadas no kumon, também havia idosos e adultos.

A rotina das crianças que eram alunas do kumon passou a ser: escola, dever de casa, tarefa do kumon e três horas de sono, pois elas faziam noventa bloquinhos recheados de contas e textos.

Várias crianças fugiram de casa, pois não aguentevam resolver contas imensas e ler textos enormes para depois responderem questões ridiculas que envolvem interpretação de texto. Também já ocorreram casos extremos em que as crianças choravam em posição fetal enquanto pensavam em formas de se matar.

Hoje em dia a pessoa que estiver matriculada no kumon está ciente de que não ficara um dia livre dos bloquinhos.

Qualquer pessoa com 1 neurônio sabe que essa merda não serve pra nada e que não passa de um desperdício de tempo e dinheiro, mas o Kumon continua fazendo lavagem cerebral em incontáveis pais ao redor do mundo, condenando seus filhos a uma tortura eterna em forma de "bloquinhos de tarefa". Existem 2 jeitos de escapar desse centro de tortura: O primeiro é acabando essa merda, o que te custará muito tempo e sanidade. O segundo é esperar até que seus pais ou responsáveis que te colocaram nessa merda criem pelo menos 1% de inteligência para perceber que estão jogando muito dinheiro no lixo.