Abrir menu principal

Desciclopédia β

Três Passos

Gauchodanc.jpg Mas bah, tchê!

Este artigo buenaço e tri-legal é do mais puro humor gaudério dos pampas, vivente, então veste tua bombacha, recolhe teu pelego no galpão e toma um mate amargo com a gente, macanudo!

Chima.jpg
Fotos do último encontro de habitantes de Três-passos. eu acho que eles são de Paraí

Três Passos parece ser uma cidade meio chata e monótona. Na verdade é pois na região que está só há um bando de caipiras Entediados. A cidade está localizada no Rio Grande do Sul e sim, não fica em Minas Gerais que até então parecia que detinha esse título de "estado com as menores cidades do país".

Índice

HistóriaEditar

Uma história longa pra caralho, ao que se sabe, em breve resumo e palavras chaves, cujas o autor mesmo achou pois leu o texto em 30 segundos ele viu que tudo se resumia em "Culto", "Música do Blitz com adição de um passo" e "quantidade de passos necessária para atravessar a cidade". Havia uma vila fundada por imigrantes na região e quem havia fundado era uma nobre Cabrita chamada "Clementida". Clementida era uma ótima líder para as pessoas que moravam em Três passos, mas após a sua morte, o choro contaminou toda a vila, suas lágrimas escorreram formando três riachos, e por motivos que todos desconhecem, batizaram a cidade com o nome de Três Passos e não Três Riachos.

Mas onde entra o culto nessa história? Simples, a única diversão da cidade é ir na Igreja, já que nem internet tem por lá.

O túmulo da cabrita está no banheiro público local desde já e ela é a "melhor cidadã que surgiu em Três Passos". Tendo ameaças de perder o posto, já que existe outro exemplo de cidadão que todos conhecem, O A'BEL.

BaladasEditar

Não tem.

BrigasEditar

Os conflitos são normais no dia-a-dia da cidade, todos eles se originam da chamada "Encarada na calçada", que acontece toda vez que dois indivíduos do mesmo sexo se encontram. A troca de olhares é fria e extremamente cautelosa, você não quer encarar um BMX, quer?

CidadeEditar

Enfim, se fosse para falar dos demais aspectos, a cidade é como qualquer outra da região de cima do rio grande do sul: não contribui em quase nada e por isso é uma cidade pequena e que nem asfalto tem. Em geral, podemos ver vários bêbados nos quintais aos domingos tomando cerveja e fazendo churrasco com as barrigas pra fora, jovens que se conhecem mas fazem questão de não se cumprimentarem, ameaças de brigas por encaradas, todo tipo de gente estranha na praça das bandeiras, declarações de amor na concha acústica e discussões e debates sobre a vida alheia.

Podemos ver gente sendo obrigada a ir em capelas todo dia parecendo com que a cidade pareça aquela vila do Resident Evil 4. A cidade tem algumas pastelarias, ou seja duas, e a placa de boas vindas é volte sempre, não há prédios com mais de quatro andares lá e aquele clima "pesado" fica pairando sobre a cidade.

Pesado? Digo, chato.

Aos domingos, Três Passos se torna a cidade do mundo que mais agride ao meio ambiente, já que a única atividade é o fabuloso desfile de carros pelo centro. Todos decidem que retirar o veículo da garagem e olhar para os mesmos rostos é muito melhor que ficar em casa. Imagine um total de cinco carros andando em círculos durante toda a extensão do dia.

NomeEditar

O nome é curioso: não passa de um plágio de Três Palmeiras e Três Arroios que fizeram uma troca de figurinhas entre si para ficarem iguais. Que Kawaii!