Abrir menu principal

Desciclopédia β

Zinc Caverns of Túnis
Carthagenian Empire of Tunisia
Protetorado Turco da Tunísia
Bandeira da Tunísia
Brasão de Armas da Tunísia
Bandeira Brasão
Lema: Morte à Roma!!
Hino nacional: Humat Al-Hima (Mate com Rima)

Localização de Protetorado Turco da Tunísia

Capital Túnel
Cidade mais populosa Looney Tunes
Religião oficial Satanismo
Governo República Cabriocárica
 - Imperador Mohammed bin Ahmed bin Mullah bin Oussama bin Hamdi
Heróis Nacionais Zinedine Zidane, Hannibal Lecter
Área  
 - Total Um tiquinho de areia no norte da África km² 
 - Água (%) Muito pouca água que preste
Analfabetismo 77 
População 12 
PIB per Capita 2.345 
IDH 2 (as minas de zinco são muito ruins para a saúde do povo) 
Moeda Mãe Dinah tunisina
Fuso horário Qualquer um, menos o da Itália
Clima Desértico Iludido pelo Mar
Website governamental ??


Fogo.jpg Este artigo é queeeente!

Se quiser editar este artigo, entre numa geladeira, ligue o ar condicionado no máximo e beba uma coca-cola gelada. E não lute contra Cure Sunny!


Tunísia é um país da África apesar dos tunisianos se convencerem que são europeus,asiáticos ou até mesmo Pinguins. Tunísia é apenas um território desértico mal-amado da Argélia e Líbia.

Índice

HistóriaEditar

AntiguidadeEditar

Os fenícios foram os primeiros a chegarem na Tunísia, quando fundaram Cartago, a famosa cidade que parece só serviu para ser ownada pelos romanos. Pelo visto a história da Tunísia já começa mal 1000 a.C.

Durante o domínio do Império Romano a Tunísia recebeu a tecnologia dos aquedutos, anfiteatros e vinhos e receberam como agradecimento revoltas berberes que preferiam o estilo de vida de ficar andando de camelo no deserto.

Invasões árabesEditar

No século VII a Tunísia foi invadida pelos árabes. Como lá não tinha ninguém a tomada foi fácil, afinal os berberes são nômades e podem não necessariamente estar na Tunísia. A atual capital Túnis foi fundada como o centro do islamismo no Norte da África, mas aquelas belas praias e a tentação de liberar as mulher de usarem biquínis falou mais alto.

A Tunísia durante a Idade Média sempre serviu apenas como obstáculo hostil às Cruzadas, encontrando-se diversos restos de acampamentos mortos na região tanto de muçulmanos quanto de espanhóis.

Império OtomanoEditar

No ano de 1574 Mohammed, um exilado otomano perdido no Deserto do Saara a beira da morte encontrou poços e cavernas abarrotadas de zinco. Contente com a descoberta, ele fundou o Reino Túnis como um província do Império Otomano (e morreu 10 dias depois de desnutrição).

Domínio francêsEditar

Em 1881 chegaram na Tunísia os franceses. É um mistério o que a França queria naquele pedaço de nada, mas na época ficou famosa a Legião Estrangeira Francesa, o grupo de bravos soldados franceses que eram mandados para sobreviver no deserto a ataques de beduínos, tudo a troca de absolutamente nada.

IndependênciaEditar

Só em 1956 que a Tunísia adquire sua independência. O bei (espécie de título de pastor de ovelhas que mandava na região) é deposto, começando uma nova era, a das ditaduras islâmicas não-democráticas de alienação do povo.

Fatos recentesEditar

 
Tunísia, um país bonito.

A Tunísia atualmente é uma província italiana que possui autonomia sobre as ilhas mediterrâneas de Pantalária, Pelágios, Malta e Creta.

No início de 2011 o então ditador Zine El Abidine Ben Ali, após 50 anos governando a Tunísia não resistiu à onda de protestos que tomou conta do mundo árabe pedindo a queda de todos presidentes que fossem puxa-sacos dos americanos.

Volta e meia a Líbia ou Argélia tentam invadir o país por nenhum motivo aparente (talvez para conseguir mais areia), mas o exército turco é muito bem equipado e o país consegue água roubada da Europa.

SubdivisõesEditar


ClimaEditar

O clima na Tunísia é uma coisa única no planeta, pois apesar de se situar no deserto mais horroroso do mundo, o clima é ameno pois há um grande lago nas proximidades conhecido como Mar Mediterrâneo que faz o milagre da chuva no deserto. Mas isso só vale para os 200 metros da costa marítima para dentro do território. Passando isso adentrar no deserto é igual a morte.

África
v d e h

Países: África do Sul | Angola | Argélia | Benim | Botswana | Burkina Faso | Burundi | Cabo Verde | Camarões | Chade | Comores | Congo | Costa do Marfim | Djibouti | Egito | Eritreia | Eswatini | Etiópia | Gabão | Gâmbia | Gana | Guiné | Guiné-Bissau | Guiné Equatorial | Lesoto | Libéria | Líbia | Madagascar | Malawi | Mali | Marrocos | Maurício | Mauritânia | Moçambique | Namíbia | Níger | Nigéria | Quênia | República Centro-Africana | República Democrática do Congo | Ruanda | São Tomé e Príncipe | Senegal | Serra Leoa | Seychelles | Somália | Sudão | Sudão do Sul | Tanzânia | Togo | Tunísia | Uganda | Zâmbia | Zimbabwe

Territórios: Canárias | Ceuta | Galmudug | Mayotte | Melilla | Reunião | Saara Ocidental | Santa Helena, Ascensão e Tristão da Cunha | Somalilândia