Abrir menu principal

Desciclopédia β

Turilândia

Turilândia é uma boca de fumo de tamanho razoável, localizada em algum lugar do Maranhão. Atualmente, existem cerca de 20.000 maconheiros dando um tapa na pantera em Turilândia. E eles podem fazer isso sossegadamente, pois não existem policiais em Turilândia. Bem, antigamente, até existiam alguns, porém, eles preferiam se juntar aos outros habitantes, e começaram a puxar um baseado também.

HistóriaEditar

 
Famosa praça lisérgica de Turilândia.

Antigamente, Turilândia era apenas um terreninho abandonado que ficava do lado de um riacho mais abandonado ainda. Porém, com a chegada dos primeiros colonizadores do Maranhão, tudo começou a mudar. Todos os terrenos que ficavam próximos de riachos (o que é bastante raro, já que no Maranhão prevalece a seca absoluta), foram povoados em massa. Com Turilândia não foi diferente.

Após os primeiros colonizadores terem levantado os seus barracos, eles começaram a pensar em como iriam se alimentar. No princípio, eles pensaram em criar gado, já que a carne de bois e vacas iriam lhes satisfazer por completo. Porém, como trazer gado para a região seria extremamente difícil, já que Turilândia não possui estradas, os colonizadores resolveram começar algumas plantações mesmo.

No princípio, os colonizadores fizeram algumas plantações de batata. Porém, com o tempo, eles foram evoluindo: Eles passaram para o alface, depois para o tomate, depois para a mandioca e, por último, eles finalmente começaram a plantar bananeiras. Sim, os moradores de Turilândia simplesmente adoram uma boa banana...

Alguns anos mais tarde, Turilândia conseguiu evoluir um pouco, pelo menos a ponto de poder ser considerada uma cidade propriamente dita. Apesar da pouca população, todo mundo que mora por aquelas bandas diz ser feliz, o que é bem compreensível, pois como eles ficam o dia todo se drogando insanamente, eles nem ficam observando que estão morando em um pasto.

EconomiaEditar

É muito boa e movimentada. Todos os dias, Turilândia recebe a visita de traficantes do Rio de Janeiro, que vão até lá para repôr o estoque de drogas da cidade. E também o tráfico humano, que é monitorado por cartéis mexicanos.

EducaçãoEditar

Os moradores de Turilândia não são completamente analfabetos, pois eles pelo menos sabem como escrever palavras monossilábicas. Infelizmente, eles ainda não sabem como escrever o próprio nome, mas isso não é um problema, pois eles podem assinar com os polegares.