Turismo na Lituânia

Turismo na Lituânia é uma curiosa e divertida expressão que confunde-se com a expressão "prostitutas loiras baratas e fáceis". Trata-se de um país pequeno, do tamanho de Sergipe, e que portanto não tem lá nenhuma variedade de coisas a oferecer.

Turismo urbanoEditar

 
O Borsch, a famosa sopa lituana de Nesquik de Morango com a tradicional batata cozida que eles usam para gerar energia elétrica.

A única cidade realmente cidade do país é a capital Vilnius, onde estão sem dúvida os melhores bordeis e os melhores museus para se observar estranhas estátuas de caras bigodudos que nem os lituanos sabem dizer o nome. Outras cidades como Kaunas e Klaipėda na verdade não passam de pequenos vilarejos feudais onde a população ainda veste suspensório e usa tamanco e vai aos campos colher trigo e recolher lenha, mas que valem a visita turística dado a sua bela peculiaridade.

Turismo naturalEditar

Até que para um país europeu a Lituânia proporcionalmente ainda tem bastantes bosques, mas ninguém se interessa em visitá-los, afinal lá não tem prostitutas. O máximo que vão é visitar o Istmo da Curlândia para rolar em suas dunas até cair no Mar Báltico.

GastronomiaEditar

Basicamente o lituano médio é conhecido por sua dieta hippie à base de cogumelos coletados na floresta e amoras colhidas nas árvores espalhadas pelos vilarejos que existem no país, embora a principal especiaria da Lituânia é a sopa de repolho com cenoura.

Fanáticos por sopa, os lituanos adoram o borsch, que é uma sopa com batata cozida e beterraba boiando numa gosma feita de Nesquick de Morango. Mas há também o bulvinių kukulių sriuba' que é uma sopa de batatas fatiadas boiando numa tigela de leite. Ou ainda o mais refinado Šaltibarščiai que é uma sopa comum dessas compradas em saquinhos no supermercado, todavia após pronta ela deve ser bebida até a metade e o resto guardado na geladeira, de preferência num pote de sorvete velho, e depois de uma semana retirada de lá e servida gelada para consumo imediato.

Mas para quem procura um prato calórico que faça mal a saúde é possível apreciar nos restaurantes mais refinados de Vilnius a genuína buchada de porco da Lituânia com as tripas do animal envoltas na banha do mesmo recheadas com a carne do pernil, e completamente mal passada para não evaporar o caldo que é o toque desse prato.

  Lituânia
HistóriaPolíticaSubdivisõesGeografia
EconomiaCulturaTurismo