Abrir menu principal

Desciclopédia β

Universidade do Sul de Santa Catarina

(Redirecionado de UNISUL)
60px-Bouncywikilogo.gif
Para aqueles sem senso de humor, os espertalhões da Wikipédia têm um artigo (pouco confiável) sobre: Universidade do Sul de Santa Catarina.
Logo colorida externa.jpg

Cquote1.png Você quis dizer UNISSUGA? Cquote2.png
Google sobre UNISUL
Cquote1.png Você quis dizer retardado? Cquote2.png
Google sobre aluno da UNISUL
Cquote1.png Não sei porque o MEC deu nota um pra nóis Cquote2.png
Típico aluno da Unisul refletindo sobre a avaliação de seu curso
Cquote1.png Aqui o seu futuro vai acontecer Cquote2.png
Elemento do alto escalão para filho desempregado
Cquote1.png É que eu não passei na UFSC Cquote2.png
Aluno burro da Unisul sobre como os alunos da Unisul são burros



Índice

SobreEditar

Também conhecida como o Country Club do pujante município de Tubarão, no Sul de Santa Catarina, a UNISUL, ou UNI$UL, como é tida pelos seus clientes alunos, é uma zona universidade que tem seu principal campus localizado a quase 180km da sede, na cidade de Palhoça, na Grande Florianópolis. Ela também é mundialmente lembrada por ser o local com maior concentração de cachorros do sul do Brasil, muitos portadores de viroses, os quais são muito bem tratados pela reitoria, na busca pela preservação da saúde e higiene de seus funcionários e alunos.

Segundo a lenda, a antiga Fazenda Pedra Branca, onde está localizada a UNI$UL, era, nos idos tempos de antigamente, um cemitério indígena. Tal fato é explicado pelos constantes vultos vistos ao cair da noite. O misticismo, muito presente entre os acadêmicos que habitam o bloco F durante a semana, é uma das ciências mais estudadas pelos acadêmicos deste centro de Ensino "superior".

Há quem garanta que a casinha, em que ficava a antiga clínica de Naturologia, foi construída em cima do morro por que ali existem energias místicas sobrenaturais. Tanto é assim que, muito próximo a esse local, há um aeroporto para discos voadores, com um pequeno contâiner/palco, onde os visitantes de outros planetas, assim que aparecerem, poderão começar ali o seu discurso de dominação da Terra.

O maior bem da instituição resume-se a professores com qualificação mínima e mal pagos, mas idolatrados pelos alunos maconheiros que passam a maior parte do tempo fumando em local público dentro da instituição sem qualquer tipo de restrição. Ao mesmo tempo os professores fazem de conta que ensinam e os estudantes fazem de conta que aprendem.

Apesar de pública, todos os alunos pagam para estudar na Unisul. Assim como em qualquer boa repartição governamental regida com recursos do povo (e dos alunos), o dinheiro sempre é revertido para causas importantes como festas para os funcionários, viagens do reitor pelo mundo, compra de computadores descartáveis entre outros. Da mesma forma a universidade serve como fonte de renda para as famílias mais tradicionais de Tubarão e região, que veem na instituição uma saída para empregarem os filhos vagabundos que nada querem da vida a não ser passear pelo grandioso Farol Shopping.

HistóriaEditar

Também conhecida por ser o depósito de lixo da Microsoft, a universidade é destaque entre as concorrentes por possuir a maior piscina, e a tempos atrás o maior número de playboys e patricinhas por metro quadrado do país, assim como a maior mensalidade e a menor biblioteca. Hoje, playboys e patricinhas são coisas do passado, os poucos alunos que ainda possui não tem dinheiro nem pra comer. São subsidiados pelo Estado, o qual finge promover a igualdade social através de bolsas. Os poucos que ainda pagam, vivem inadimplentes.

 
Acadêmico no intervalo


Na UNISUL, a principal explicação para alta qualidade do ensino é a contratação de profissionais de excelência, normalmente parentes do alto escalão, os quais estão presentes em todo tipo de cargo dentro da universidade. Estes profissionais, devido sua alta qualificação, são muito bem remunerados. A prática é comum como em qualquer órgão público de referência e atinge percentuais impressionantes, talvez o maior do país. Mas tudo é plenamente justificavel, haja visto a qualificação e a consequente atribuição dos mesmos, o que os torna inquestionáveis. Não é difícil encontrar filho, sobrinho, irmão, primo, nora e genro do atual reitor ou mesmo de reitores anteriores atuando em cargos de chefia. Graças a Deus não acabaram com o nepotismo, pois se não fossem eles onde estaria a UNISUL?

Assim como em outros órgãos públicos de renome, o dinheiro das mensalidades é totalmente investido em projetos de primeira necessidade para o avanço da universidade. Festas para os funcionários, viagens do reitor pelo mundo, compra de computadores movidos à carvão, obras faraônicas entre outros são os principais desvios destinos dos bilhões milhares de Reais recebidos dos acadêmicos.

Sempre em busca da inovação, a Universidade já vem testando os efeitos da crise econômica há vários anos. Por mais que as mensalidades aumentem, a instituição nunca sai do vermelho. Contudo, isso é proposital, visto que há uma pesquisa do Curso de Administração e da Unisul Business School em andamento em cima da gestão da Universidade. No prelo, há um livro sendo escrito com o título "Vivendo no Vermelho: um exemplo da Unisul" que deverá ser lançado em breve e já tem encomendas de vários governos da União Européia, Estados Unidos e também dos Tigres Asiáticos.


FacilidadesEditar

A UNI$UL conta também com o Shopping Universitário, no qual playboys e patricinhas podem torrar o dinheiro do papai à vontade, pagando mais caro pelo singelo prazer de se mostrar. As alunas mais populares dispõem de uma sex shop completa, disfarçada de loja de artigos femininos.

 
Aluna em aula prática

Os nerds têm a sua disposição uma loja de informática. Os que podem pagar têm uma livraria e os que não podem, o xerox. O pessoal da naturologia dispõe de uma variedade incrível de moitas e outros esconderijos para testar os efeitos de suas ervas.

O local mais freqüentado da instituição é, sem dúvidas, o Laboratório de Experimentos Alimentares – popularmente chamado de praça de alimentação - onde coxinhas e cachorros-quentes reciclados da semana anterior são oferecidos aos estudantes por um preço mínimo. Sempre levando em conta, claro, os padrões europeus de higiêne, sendo esse o ponto máximo do Vô João, conhecido no curso de gastronomia como o Prof. Dr Gourmet.

A universidade possuía um telejornal diário, produzido por estudantes semi-escravos, o qual foi tirado do ar, uma vez que o projeto custava muito caro para a faculdade, que precisa ter o melhor time de vôlei do país.

Festas e encontros acadêmicos são comuns, sobretudo no único bar que se localiza próximo ao campus. Graças a ele, o índice de alunos em coma alcoólico permanente cresce a cada semestre, o que é motivo de orgulho para toda a comunidade acadêmica. Dentro do campus, algumas festividades alternativas também são constantemente produzidas. Não raro, caciques vão à universidade para dividir o cachimbo da paz em meio à natureza que circunda o belo local onde está a Unisul. Geralmente esses encontros são freqüentados por alunos de Cinema e Naturologia, cursos onde a preferência por fumos exóticos da flora brasileira e colombiana são apreciados por mais de 95% dos discentes e por 90% dos docentes.

O principal campus conta ainda com uma feira de ciências permanente, chamada de espaço hipermídia, onde professores com problemas e cabelos estranhos podem voltar à infância e brincar de cortar e colar jornais, fazer bandeirinhas e rabiscos nas paredes - como no primário - e exibir uns filmes estranhos num lugar sombrio e bastante assustador.

O Saiac (Serviço de Aporrinhação Integral ao Acadêmico), espaço religioso onde pais e alunos pagam seus pecados, parece muito com a sala de espera de um aeroporto ou com uma igreja universal. Principalmente com relação às filas e aos gritos histéricos. Lá, se cultua o tal de Sistema, que nunca aparece para resolver os problemas dos outros, porém sempre manda a conta no final do mês. Todas as belas funcionárias desse setor recebem treinamento especial no Banco do Brasil. Dessa forma, tenha sempre em mente que uma visita ao Saiac nunca levará menos de uma hora.

Reclamar de cobranças indevidas é algo comum entre os ex-alunos. Contudo, diferente da diretoria formada por cerca de oito gerações das famílias tradicionais de Tubarão, o corpo jurídico da Unisul está bem servido de advogados – todos formados na UFSC e que não pensam em perder seu tempo dando aulas para bestas–, sendo inútil processar a universidade sobre impensáveis e inimagináveis cobranças indevidas.

Ver tambémEditar