Abrir menu principal

Desciclopédia β

Sdicht

Entrou em 6 de novembro de 2006
Jaime Grebmops, foto por Zeca Jas

Cquote1.png Jaime Grebmops? Fake viado... Cquote2.png
Oscar Wilde sobre Jaime Grebmops
Cquote1.png Jaime, Shoggoths são criaturas biitas... Cquote2.png
Oz sobre shoggoths
Cquote1.png Indiana-Jones, (sic) é para mim, o meu herói. Além de tudo ele é humano, e busca além da aventura, a verdade e o respeito à justiça Divina. Cquote2.png
Jaime Grebmops sobre Indiana Jones


Jaime Grebmops (nascido em 5 de março de 1985) é o pseudônimo de James Grebmops (nascido em 4 de março de 1985), músico e compositor gaúcho. Filho ilegítimo de Brian Wilson e Hebe Camargo, é nativo de Zagreb, mas mudou-se para Porto Alegre quando criança. É também conhecido como Grebs. É inimigo mortal de Lao Joe is Moo.

Trabalho musicalEditar

Com Peter Gutter, trabalhou em diversas obras de música de cunho experimental. Hoje ele compõe trilhas sonoras para filmes de baixo orçamento de produção nacional, como Os Cults e Indiana Jones and the Little Boy from the Indianapolis. Com Rick Bravestone, Cássio Mandril e Marcílio Crog, compôe a banda W. ROBÔ de música avant-garde. Atualmente a banda se encontra preparando para uma turnê da América Latina pra promover o álbum CD Thokatrops, que conta com participação especial de Clodovil.

Discografia selecionada:

CinemaEditar

Grebmops começou sua carreira no cinema em 1947 quando Michael Bay o convidou para realizar a trilha sonora de Transformers XVI: A Ameaça dos Shoggoths. Tendo aprendido tudo sobre cinema com seu mestre Chung Ling Oz, autor de vários romances sobre Indiana Jones, Grebmops aprendeu desde cedo que a fórmula para um filme de sucesso requer um urso, dois fazendeiros homossexuais e Jennifer Lopez. Ao levar essa ideia para Michael Bay, Grebmops foi promovido para produtor executivo. Resultado: Transformers XVI: A Ameaça dos Shoggoths contou com não apenas um, mais dois ursos, e um contexto homo hardcore foi introduzido no sub-enredo com Optimus Prime e Podereso Cuzzoni. A pífia renda do filme acabou comprometendo a fotografia, devido a um processo de uma fábrica de máquinas de restaurante, também chamado Shoggoth.

PoesiaEditar

Grebmops é também bem versado na arte da poesia, contando com vários volumes publicados, entre eles Batman Unbound. Descaramujâncias e Vampire Ecology in the Jossverse. Para atender ao mercado externo, Grebmops escreve principalmente na língua inglesa, que ele considera, assim como a vida, "tudo". Seu poema mais famoso é Whenever I go out at 3 AM to buy bread, que contém as primeiras menções de castle of illusion e monkee spacey moogie em sua mitologia. Seus parceiros nessa arte incluem Magneto Eel e Mortgage Bishop.

CasteloEditar

Após a derrota de Nietzsche (então conhecido como Nistch) no seu duelo com Superhomem, Grebmops contactou Mickey Mouse sobre a compra de um castelo medieval. Seu interesse era no castle of illusion, onde Mickey havia derrotado a bruxa Mizrabel, mas que desde então estava sublocado. Grebmops angariou fundos com seu hit single "I Capture the Castle", que gravou com Banda Wanda e Francis Ford Coppola. Em menos de um mês, Jaime literalmente "castelou" e mudou-se para o grande "Castle of illusion".

ControvérsiaEditar

Em novembro de 2006, Lao Joe is Moo liderou a Legião da Honra, da Decência e dos Bons Costumes às autoridades brasileiras responsáveis pela distribuição de filmes nos cinemas brasileiros. Segundo Lao Joe is Moo, filmes questionáveis e sem potencial econômico como Maria Antonieta, Nacho Libre, Tideland e Um Escanner Escuramente deviam dar espaço para filmes que tivessem tal perfil, como Efeito Borboleta 3, Pearl Harbor 2, O Diabo Veste Prada 2, Mudanças e Podereso Cuzzoni. Grebmops se pronunciou em nome dos Guardiões da Justiça Divina (liderados por Indiana Jones), juntamente com Marty McFly e Andrea Treadle (que ficou PUTO) para contestar a decisão de Lao Joe is Moo. Segundo Grebmops, "vida é tudo" e tais filmes são "antivida". Robert Redford, a mando de Grebmops, se infiltrou na Chapada dos Veadeiros, onde reside Lao Joe is Moo para tentar obter informações e realizar um coup de chateau.

GastronomiaEditar

Ao romper sua parceria com Rodrigo Santoro, Grebmops criou, em março de 2005, a rede de restaurantes Strubbles, de modo a competir com o famigerado Habib's. Para tanto, adquiriu as máquinas para restaurantes Shoggoth que tanto o prejudicaram durante as filmagens de Transformers de seu antigo colega Samuel L. Jackson. Em posse de tais aparatos, sua produção passou a rivalizar apenas a da lanchonete do Bob Esponja e da cantina do FFLCH. Seu próximo passo será incorporar os insidiosos sandúiches do Tosco Burguer.

TragédiaEditar

 
Depois de uma batalha mortal, Lao Joe is Moo virou um Ipod.

Em agosto de 1996, Grebmops foi sequestrado pelo gênio do crime Lao Joe is Moo. Durante seu tempo na ilha de DROONZORB, perto da costa da Turquia, Grebmops foi aprendiz de Chung Ling Oz, biógrafo de Indiana Jones que ensinou tudo a ele sobre a Justiça Divina e de Pablus Vilassus III, notável crítico de cinema do Império Romano. Lao Joe is Moo pretendia usar os talentos musicais inatos de Grebmops para seus planos malévolos, e juntamente com Mortgage Bishop, construiu uma máquina do tempo que o transportou para a Alemanha Nazista. Lá, Lao Joe entrou em contato com o sobrinho de seu vizinho, Adolf Hitler, e produziu gravações de Grebmops para serem usadas nos campos de concentração de Auschwitz e Drumzoll. Ao voltar para o presente, Grebmops descobriu que aprendera música consigo mesmo. Parece complicado, mas esse negócio de viagem no tempo sempre confunde.