Abrir menu principal

Desciclopédia β

Vestibular/Guia Moderno do Vestibulando

<< Voltar para vestibular

Prepare-se para a tortura mental!

Índice

AdministraçãoEditar

‘’Pseudo-yuppies’’ ou "Hominideos indecisios" são metidos a besta que pensam que podem mandar no mundo só porque usam o terno da moda, pasta 007 e caneta Montblanc. São pessoas que passam quatro anos estudando para perder o emprego para os engenheiros. Na verdade os administradores são pessoas que irão falir sua empresa de um jeito inevitável. Na falta de vocação para qualquer outro curso, optam por administração pensando que irão conseguir um emprego fácil. 90% do curso são constituídos por alunos bolsistas que não sabem o que estão fazendo nos bancos acadêmicos.

Curiosidade : Digite "Administração" na pesquisa de imagens do Horáculo(aka. Google) e tente relacionar a primeira imagem com o termo procurado.

ArquiteturaEditar

Diz-se que o arquiteto não é um homem o bastante para ser engenheiro, mas também não é gay o suficiente para ser decorador. Breve, deverá optar por uma das duas, uma vez que o computador faz tudo que o arquiteto faz e mais um pouco.

Artes CênicasEditar

Os alunos de artes cênicas se dividem em três grupos: O drogado, o perturbado sexualmente e o bizarro excluído, que é a maioria. O sonho do drogado, seria representar "As Bacantes" de Eurípedes, pois as personagens estão entorpecidas com algo 90% do tempo; já o sonho do perturbado é representar "As Bacantes" de Eurípedes porque, quando não estão utilizando drogas, estão em orgias; e o sonho do bizarro excluído é encenar "As Bacantes" de Eurípedes porque é algo incomum e que chama a atenção da sociedade. Todo Ator/Diretor/Regra Três/Roteirista/Sonoplasta/... É louco naturalmente. Incrivelmente, é um dos poucos cursos onde a distribuição de homens e mulheres é igual. Praticamente todo o formado em artes cênicas terá como destino ser mais um paciente de hospício. Eles entram na faculdade sonhando com um bico na novela das oito, mas o máximo que conseguem é ser figurante de malhação (que, aliás, é ficção científica).

BandidagemEditar

Talvez o curso de maior prestígio e remuneração do Brasil. O governo investe pesado em formação de bandidos, que vão desde um simples traficante até um político. Quem sonha em seguir carreira deve começar fazendo um estágio em qualquer presídio, onde aprendem a ser um bandido de verdade, apesar dos mais bem-sucedidos nunca sequer terem visitado uma. Estes fazem um estágio no senado. Os principais artigos sobre esta carreira são impressos pelo grupo de executivos nacionalmente famosos, os Racionais Mc.

BiblioteconomiaEditar

Taí um curso que todo mundo sabe que existe, mas ninguém sabe pra que serve. Nem os próprios estudantes de Biblioteconomia. Tá na lista dos cursos caçadores de marido rico.

BiologiaEditar

Vegetarianos estranhos ecologistas irritantes e Partidários do Greenpeace. Tente pisar na grama do lado deles pra ver o que eles fazem... A biologia tem um poder de atrair belas mulheres para seu curso. Esse fenômeno é inexplicável, já que a matéria só fala de insetos, ratos e outros bichos que elas odeiam. Ou deveriam odiar. Outro fato curioso é o número de loiras matriculadas no curso. A hipótese mais provável para tal fenômeno é que esperam beijar um sapo para ele virar príncipe.

Ciência da ComputaçãoEditar

É o curso de onde saem os garotos e as garotas de programa. Tarados e pedófilos em potencial descontam todo o desejo sexual reprimido em seus computadores, uma vez que (contrariando as expectativas de melhora na vida social ao entrar na universidade) seres do sexo feminino são incrivelmente raros. A memória de seus PC's está lotada quase que totalmente por fotos de mulheres nuas (às vezes homens) e filmes pornográficos, ou jogos. São profissionais que fazem aqueles softwares que acabam dando erro no momento em que não deveriam, fazendo você perder todo o seu trabalho que você demorou mais de 10 horas para fazer. Normalmente, ou melhor, quase todos são nerds viciados em jogos eletrônicos e outras porcarias que tem por ai, acham que vão mexer com o computador em todo curso, quando descobrem que estão errados acabam abandonando o mesmo.

Ciências Sociais / SociologiaEditar

Se você sempre quis trabalhar numa ONG, mas sempre teve medo de ser chamado de boiola ou mal-comida, esse é o seu curso certo. O desempregado, digo, aluno dispõe de diversos principais ramos de especialização, sendo os principais a antropologia, que consiste em arrumar alguma$ desculpa$ para fumar haxixe e ficar pelado no interior de uma tribo indígena da Amazônia e ciência política, ótima forma de arrumar um emprego num gabinete de algum traficante eleito a vereador. O graduado em Ciências Sociais é o famoso especialista em porra nenhuma. O público feminino é abundante e costuma frequentar lugares socialmente corretos (Boates, lugares "cults" e outras fanfarronices travestidas de politicamente corretas). Apesar de ser um curso voltado às preocupações sociais, é majoritariamente frequentado por filhos de pessoas excêntricas, ricas e que moram em regiões nobres da cidade, ou em último caso, por futuros professores desempregados. O cientista social apesar do nome pomposo, não consegue prever nada com exatidão (a não ser seu futuro desemprego). Há dois caminhos mais específicos para o Cientista Social, o desemprego ou o puxa-saquismo pelas famigeradas "bolsas" de pesquisa.

CinemaEditar

Uma ideia na cabeça, uma câmera na mão e uma barriga vazia. O cineasta tupiniquim pode até ter grandes ideias para grandes produções épicas, mas terá que contentar-se com curtas de segunda categoria. A maioria deles torna-se produtores, roteiristas e atores de filmes pornográficos de fundo de quintal, geralmente usando suas esposas ou seus maridos como coadjuvantes. A outra parte tem um destino muito pior: É contratada pela Rede Globo para produzir filmes da Xuxa e do Didi. Alguns com mais sorte se tornam críticos de cinema, e como são frustrados estragam todo e qualquer filme que aparece.

Comércio ExteriorEditar

Reúne conceitos de Administração, Economia, Direito e Relações Internacionais. Aliás, 80% de seus alunos assim o são porque não passaram pra RI no vestibular, não vão para o Itamaraty e futuramente acabam trabalhando com exportação e importação. Dizem que Comércio Exterior é a profissão do futuro. Há mais de 30 anos.

DançaEditar

É um curso que se caracteriza pelo uso do corpo seguindo movimentos previamente estabelecidos (coreografia), ou improvisados (Dança do quadrado). Na maior parte dos casos, a dança, com passos cadenciados é acompanhada ao som e compasso de música (Funk) e envolve a expressão de sentimentos potenciados por ela (sexo). A dança pode existir como manifestação artística (viadagem) ou como forma de divertimento (Strip-tease).

DecoraçãoEditar

Sem comentários. É total perda de tempo falar da viadagem deste curso, mas por que não reforçar isso? São um bando de desocupados, que nunca conseguiram tirar notas acima de seis no colégio e por isso passam a vida tentando ensinar idiotas a arrumarem sua casa corretamente. Reforçando: Sem comentários.

Design - de moda - interiores - produto - gráficoEditar

Geralmente feito por patricinhas, gays, drogados, gays drogados, metaleiros, "alternativos", pseudo intelectuais cults, guitarristas, baixistas, bateristas, tecladistas, ou tudo isso junto. Os que fazem moda sonham em ser estilistas e acreditam ser absolutamente ligados à moda, mas na verdade são os últimos, a saber, de tudo e quando entram no curso, passam por alternativos que lançam tendências. No fim da Vida viram empregados de loja, ou abrem uma loja na feira e fazem bijuterias. Os que fazem interiores, na verdade queriam ter passado em arquitetura, ou seja, queriam ser engenheiros, mas não deram conta e entram no curso achando que vão aparecer na revista "casa Cláudia" ou "casa e jardim", mas abrem uma lojinha de cortinas ou uma floricultura e pintam quadros e se acham decoradores. O design de produto é o curso que mais tem "homem", ou os que são menos gays, ou o que quer que seja. São todos uns metidos a revolucionários achando que vão criar produtos capazes de mudar o mundo, mas na verdade não deram conta de passar em engenharia mecânica ou de produção. No fim da carreira, alguns conseguem ganhar dinheiro expondo seus trabalhos "excêntricos" em museus e ganhando uns prêmios por produtos totalmente inúteis e que ninguém conhece ou ouviu falar. Por último o aluno de design gráfico, geralmente algum imbecil que desenha mangá, ou que desenha e que entra no curso achando que vai desenhar o dia inteiro, e que vai criar uma HQ de sucesso, e ela vai virar desenho animado, e depois filme e ele vai fazer milhões, mas na verdade aprende apenas inutilidades como fazer orçamentos, tamanhos de papel, tipo de papel, acabamento em papel, acabamento em plástico. (coisas que a gente acha pesquisando na internet). Aprende a desenhar letras, a montar coisas nonsense a mexer no Photoshop, no flash, no Dreamweaver, no InDesign, no Fireworks e no Illustrator (por conhecer esses programas que qualquer um que fuçasse nele por 10 minutos aprenderia, mas tem preguiça e "vai no Paint mesmo" eles ganham mais prestígio). Passam uma vida juntando dinheiro pra comprar seu Deus, o "MaCIntosh". Geralmente viram fazedores de site ou panfletos fodidos. Raramente ganham dinheiro ou reconhecimento, os que ganham pesam 30 kg, pelo fato de passar os dias na frente do Mac. Não comem, não dormem, não vivem. E odeiam publicitários por se acharem designers e não saberem trocar a extensão de um arquivo em .PSD para .JPG, e fazer seus trabalhos no Paint. De todos os cursos os ‘’melhorzinhos’’ são o gráfico e o de produto, que de algum jeito conseguem ganhar mais dinheiro que os outros.

DireitoEditar

Há basicamente dois tipos de advogados: Os pilantras bem-sucedidos ricos, e os pilantras mal-sucedidos pobres, que passam a vida em porta de cadeia. Dizem que existem advogados honestos, mas nunca ninguém viu. Três espécies merecem destaque. Os da USP, que fumam um baseado atrás do outro para esquecerem que são virgens os da PUC, que fumam um baseado atrás do outro para esquecerem que não passaram na USP, e finalmente os do Mackenzie, que entre um baseado e outro dão graças a Deus por terem escapado da FMU (Faculdades Metropolitanas Unidas). Você será o orgulho da família, até descobrir que não entende PN de Direito. É como diz o ditado Se você faz direito, já começou fazendo errado

EconomiaEditar

Curso formador de mão-de-vaca e picaretas em geral, compreendido, sobretudo por judeus, turcos, libaneses, e suíços. Há também uma nova safra, de coreanos. Alguns se tornam políticos, outros empresários de jogador de futebol, mas grande parte tenta ganhar dinheiro fácil e rápido nas bolsas de valores e acaba perdendo tudo para os grandes bancos internacionais. O fato é que todo economista tem o mesmo destino: Ilhas Cayman, em vida e o inferno, em morte.

Educação FísicaEditar

Reúne o inútil (aquele que presta isso) ao agradável (jogar bola). Reparou como os professores de Educação Física estão sempre em forma? É lógico, eles morrem de fome. São pessoas detestáveis. Por quê eles dizem ‘Hoje vamos praticar um pouco de Voleibol’ ao invés de ‘E aí, vamo jogar bola??’ Alguém também tem ideia de como são as provas para um curso de educação física?

EnfermagemEditar

São os famigerados médicos que não passaram no exame psicotécnico para carteira de motorista, e por isso têm sérios problemas locomotores para dar injeções nos outros. Mas dão. Curso predileto para tarados que têm fantasias sexuais em hospitais.

EngenhariaEditar

Mestre da sapiência. Engenheiros têm um ar superior dentre as outras raças. São os engenheiros que projetam os prédios (que desabam), pontes (que caem), estradas (que estão esburacadas), circuitos elétricos (que não funcionam e dão curto circuito), o que devemos tudo a eles. Enfim, engenheiros adoram computadores, e por eles são capazes de matar. Nunca faça comentário do tipo Ei, esse tal de AutoCAD é uma coisa imbecil, não é mesmo? na presença de um engenheiro. Há vários ramos da engenharia, como a engenharia mecânica (grande parte dos que formam nesse curso trabalham em oficinas automotivas), a engenharia civil, que é a única em que o aluno já forma com mestrado (mestre de obras) e a engenharia elétrica, que constrói robôs para Sky net. O engenheiro é espécie em extinção já que não existem engenheiras para a reprodução.

Engenharia de ProduçãoEditar

O curso ideal para aquele vestibulando que quer ter diploma de engenheiro sem estudar Cálculo I, II, ∞... O estudante desse curso durante 5 anos se dedica somente a estudar Administração, Recursos Humanos e Pesquisa Operacional. Depois de formado um Engenheiro de Produção Administrador dedica-se plenamente a fazer o trabalho que qualquer engenheiro faria e a sofrer preconceitos das verdadeiras engenharias (Elétrica Mecânica e Civil). Estudou-se em uma federal, o engenheiro de produção sabe que ele não deveria ser chamado de engenheiro, mas quando questionado, finge o contrário para tentar levantar a moral do seu curso. No caso de particulares, o indivíduo acredita que vai ganhar mais dinheiro que um verdadeiro engenheiro e não tem capacidade para perceber que vai ser um administrador de merda.

Engenharia QuímicaEditar

O Engenheiro Químico é um indivíduo da pior espécie. Rejeitado pelos os engenheiros que dizem que eles não sabem nada de engenharia; e pelos químicos, que dizem que eles sabem tanto de química quanto de engenharia. Ou seja, eles não são nada. Mesmo com tudo isso, eles são indivíduos de um poderoso intelecto. Uma prova disso é que engenheiros químicos são os únicos seres humanos a controlar a HP48GX, comumente sua melhor amiga. Infelizmente esse intelecto superior é diminuído exponencialmente (lógico que eles sabem fazer esse gráfico com a calculadora) no decorrer da faculdade, e quando formado, o engenheiro químico só sabe falar de vazão, processos de transferência, balanço de massas, pressão e deu pau em minha HP.

Engenharia de Controle e AutomaçãoEditar

Este ramo da Engenharia é repleto de pervertidos, tarados por números e indecisos quanto ao tipo de engenharia a seguir. Os candidatos ao curso de engenharia de controle e automação normalmente são instáveis, um dia agem como nerds e em outros curtem uma balada. Normalmente o indivíduo decide optar por esta carreira quando está em dúvida entre engenharia mecânica, elétrica, computação e de produção, pois, grande parte dos cursos destas quatro carreiras está incluída na engenharia em questão. O curso em si é muito concorrido não pelo número de candidatos, mas pelo pequeno número de vagas e a carga horária é integral, ou seja, tu tá fodido otário fez uma excelente escolha para o seu futuro.

Engenharia da madeiraEditar

Um curso não muito famoso, pois só aparece nas piores melhores faculdades do Brasil, incluindo a do Amazonas, Rondônia, Amapá e Roraima. Este curso em geral, é feito por homens (ou não) que gostam de se especializar em troncos ou em toras.

EstatísticaEditar

Ninguém sabe ao certo o que um estatístico faz. Mas é provável que um estatístico use das teorias probabilísticas para explicar a frequência da ocorrência de eventos, obtendo, organizando e analisando dados estatísticos, ou seja, passa o dia inteiro brincando com dados.

FarmáciaEditar

Loucos que não tiveram a capacidade de passar em medicina, mas que querem tirar onda de que curam alguém. As pessoas que cursam farmácia são, antes de tudo, indivíduos sem coração, pois trabalham numa indústria que ganha dinheiro com a desgraça dos outros. Alguns vão trabalhar em pesquisa, para isso matam ratos, coelhos, ovelhas, bois, vacas, suas mulheres (ops, já tá incluído na categoria "vacas") e ainda têm a cara-de-pau de dizer que isso vai ajudar milhares de pessoas. Além de passarem dois anos da faculdade procurando grãos de milho nas fezes das pessoas. Ninguém tem dinheiro para comprar remédios! Enfim, são seres da pior qualidade.

FilosofiaEditar

O estudante de filosofia é um futuro desempregado que passa o seu tempo procurando pêlo em ovo, chifre em cabeça de cavalo e no fim lança uma dissertação sobre isso. A maioria acaba trabalhando como carregador de caminhão na feira ou como office-boy de escritório. 100% dos filósofos brasileiros modernos já assistiram super Xuxa contra o baixo astral e todos dizem que encontraram fortes influências de Aristóteles, Weber, Nietzsche e Kafka neste filme.

FísicaEditar

Cuidado! Loucos em potencial. Seres esquisitos com desvios de personalidade quando crianças, sujeitos a suicídios e trovoadas após ligeira desilusão amorosa. Muitos são engenheiros que desistiram de prestar o vestibular para Engenharia por causa da concorrência e optaram pela física, pelo fato de ser um curso pouco concorrido. Porém infelizmente não são todos assim. O restante são psicopatas doentes com Q.I. de mais de 8 mil que sentem prazer no impossível. É considerado o curso mais difícil das federais, devido ao fato de apresentarem muita Matemática (coisa do Diabo) e muita Física (coisa do pai do Diabo). Sentimentais, explodem por qualquer coisa, principalmente se trabalharem com maturação de plutônio em usinas nucleares. Assim como o formado em artes cênicas, o físico tem grandes chances de se tornar um paciente de hospício. Melhor manter distância.

FisioterapiaEditar

Os estudantes de fisioterapia pensam que ficarão cuidando de joelho podres, de jogadores de futebol decadentes, e com isso ganharão muito dinheiro. Com a concorrência do mercado atual, deverão contentar-se em arrancar as unhas encravadas da vizinhança. Na verdade, o fisioterapeuta conta com a velhice das pessoas. Quanto mais velho você fica, mais contente ele ficará. Enfim, os fisioterapeutas são uns FDP!. A única classe livre deles são os químicos que morrem de câncer antes dos 40.

FonoaudiologiaEditar

O fonoaudiólogo passa a vida tentando se comunicar com os outros. Geralmente não consegue (o mesmo vale para ufólogos). Se você conseguir falar rapidamente a frase "Três pratos de trigo para três tigres tristes", pronto, você está contribuindo para a extinção desta profissão.

GeologiaEditar

Os geólogos estudam os mistérios da natureza, muitos dele adoram fazer carreira no campo, como os veados. Outros adoram o contato com a natureza para fumar uma ervinha. Mulheres só entram em geologia se forem feias. Muitas pessoas acham que são loucos pois carregam martelos e sacolas de pedras no campo, geralmente ficam tirando fotografia tanto das pedras como dos martelos.

História/GeografiaEditar

Curso preferido dos indecisos, vagabundos e candidatos ao golpe do baú. O candidato que escolhe essa carreira com certeza gosta de uma moleza, já que uma vez que ele aprende isso, nunca mais vai precisar estudar de novo, pois história é sempre a mesma coisa. A maioria dá aulas em escolas públicas a vida inteira e morre pobre e desgostoso, com exceção dos que conseguem concretizar com o golpe do baú.

HotelariaEditar

Curso para idiotas que não têm ideia do que querem fazer da vida. Basicamente, você aprende a lidar com um hotel, receber hóspedes e levar as malas para o quarto sem emperrar o elevador. Se você tiver o mínimo de massa cinzenta, em 2 anos estará formado. Há casos na literatura hoteleira de pessoas que demoraram 8 anos para se formar, mas até presente data não se tem conhecimento da veracidade de tal informação.

JornalismoEditar

Há basicamente 3 tipos de jornalista: os puxa-sacos com êxito, que bajulam os patrões (alunos da USP) e conseguem bons empregos; os puxa-e-arranca-saco (alunos da CÁSPER LÍBERO), detestáveis, que acabam em jornais menores bolando manchetes de impacto como: CELSO PITTA, O MELHOR PREFEITO DO MUNDO, e os não-puxa-saco (alunos da PUC), que geralmente largam a faculdade para cursar história e tornam-se anarquistas radicais. 60% dos estudantes de jornalismo não entenderam o filme 2001: Uma Odisséia no espaço, mas 100% deles dizem que entenderam. Jornalista é o único universitário que sai da faculdade podendo emitir opiniões sobre o que sabe e o que não tem a mínima ideia, e todos acreditam nele.

LetrasEditar

Toda mulher, um dia, já pensou em fazer vestibular para Letras. 95% dos alunos deste curso são mulheres. Estatísticas mostram que 50% das alunas de letras já assistiram ao Titanic sete vezes e choraram em todas. As outras 50% já assistiram ao mesmo filme, mas ainda não o compreenderam, apesar de também terem chorado em todas. Os homens que fazem esse curso ou dão aulas em cursinhos preparatórios ou vão escrever livros didáticos. Quando uma formada em letras resolve fazer o mesmo, chama outras 5 amigas, pois ela sozinha não consegue escrever um livro didático. Há ainda os gays e as sapatas, muito presentes no curso.

MatemáticaEditar

Se algum dia você pensou em fazer matemática, com certeza também já pensou em colocar um piercing ou em bater com o carro, só pra ver como é que é. Matemática é um curso para masoquistas em geral, que, por serem muito feios(as) e não conseguem realizar suas fantasias sexuais por falta de um parceiro(a). Assim eles vão deliciar resolvendo integrais múltiplas, sistemas de equação diferencias não lineares e outras bizarrices sem nenhuma aplicação no mundo. É muito escolhido por aquelas pessoas que simplesmente querem passar em algum vestibular, já que estatisticamente falando, nesse curso concorrem um braço e uma perna por cada vaga. Isso faz com que dos 70 aprovados, 3 acabam se formando, enquanto o restante já tentou também música e administração de impresas. Enfim, o curso de matemático resume-se a contas. Todo matemático gosta de fazer contas e principalmente tomar conta da vida dos outros.

MedicinaEditar

Alguns são presunçosos porque passaram na USP ou UNICAMP ou UNIFESP ou UFES, outros porque afogam chineses na piscina da faculdade, outros porque têm certeza que passarão a vida enxertando dúzias de litros de silicone em modelos namoradas de jogadores de futebol. Sempre Às vezes são invejados pelo alto nível intelectual e alto salário ou por conseguir ver as modelos namoradas de jogadores de futebol nuas e ganhando bem pra isso. No entanto, esta última situação, para o próprio, não significa lá muita coisa, visto que a esmagadora maioria dos médicos vê e trata todo e qualquer ser humano (incluindo as modelos) como um grande pedaço de merda.

MeteorologiaEditar

Serve para dar a previsão do tempo. Visto que as previsões são do tipo: Amanhã, ou pela semana, talvez, pode ser que haja possibilidade de chuva. Ou não. Totalmente inútil. É impressionante como as pessoas dessa carreira são volúveis e fazem tempestades em um copo d'água.

ModaEditar

Esse é o curso que encabeça a lista dos cursos caçadores de marido rico. Há dois tipos de profissionais desta área: as modelos que dormem com jogadores de futebol, engravidam e pedem desesperadamente por uma pensão; as modelos que dormem com jogadores de futebol, não conseguem engravidar mas também pedem desesperadamente por uma pensão. 100% das modelos já assistiram "Dumbo" mais de uma vez, mas nenhuma delas jamais entendeu o filme.

NutriçãoEditar

Muitos dos cozinheiros do programa da Ana Maria Braga são nutricionistas formados, o que talvez explique a falência dos bons hábitos alimentares (e também da TV brasileira). Além disso, parece que essa opção desaparece dependendo do sexo que você coloca na sua inscrição. Alguém já viu homem nutricionista (que não seja viado)?

OceanografiaEditar

Se os oceanógrafos não forem surfistas ou vendedores de rimpongas na praia, eu realmente não sei o que eles são. Alguém aí conhece algum oceanógrafo? Dizem que eles fedem a peixe.

OdontologiaEditar

O dentista recém-formado trabalha 14 horas por dia de graça cheirando bafo das pessoas. E depois ainda reclama do patrão explorador. Quando ganha nome, ele se torna o patrão explorador!

PolímerosEditar

Ninguém sabe o que são polímeros, e outra pequena parte de pessoas descobrem ser alguma coisa doida relacionada ao plástico às vésperas do vestibular. Mas ganham muito dinheiro.

PsicologiaEditar

Os estudantes de psicologia dizem buscar o seu eu interior, seja lá o que for isso. Mas a verdade é que eles passarão quatro ou cinco anos de suas vidas pensando por que raios eles prestaram esse troço para vestibular. Profissão facilmente substituída por tarólogo, dado o elevado grau de importância destas duas atividades. Na verdade, só existe uma pessoa que tem seus problemas resolvidos numa consulta com um psicólogo. Ele mesmo. Afinal, levou o seu dinheiro ( e não foi pouco ), seu otário.

Publicidade e PropagandaEditar

Eis a escória da humanidade. Seres que bolaram os comerciais da Sukita ou daquele cachorro escroto da Skol que fica abanando o rabo não merecem ser classificados como detentores de 46 cromossomos. Você confiaria em alguém que usa a expressão self made man ao invés de "auto didata". São o que há de pior na humanidade depois dos brizolistas, analistas de mercado, economistas e vendedoras de assinaturas de jornal por telefone. A maioria que faz o curso acaba como vendedor de assinatura de jornal ou revistas por telefone, ou como camelô. Ou morre de fome.

QuímicaEditar

O químico gosta de testar seus experimentos em si mesmo, principalmente se contarem com grandes doses de álcool. Além disso, químicos têm o estranho hábito de se acharem mais espertos que todo mundo. Sempre disposto a dissertar sobre o mal que faz o cigarro e aditivos químicos. Geralmente, os químicos usam seu próprio porão para fazer suas experiências químicas, as quais muitas vezes explodem em sua cara, o deixando com a bata suja e com o cabelo despenteado.

QuiropraxiaEditar

É um curso para aqueles que não conseguiram passar em Medicina (MD = Medical Doctor) e ingressaram em um curso que diz tratar tudo mas sem remedio e ainda podem ser chamados de Doutor (DC = Doctor of Chiropractor). A Quiropraxia se dedica ao diagnóstico, tratamento e prevenção das disfunções mecânicas no sistema neuro-músculo-esquelético e os efeitos dessas disfunções na função normal do sistema nervoso e na saúde geral, ou seja, trata de loucos com pernas ou braços quebrados. Há uma ênfase no tratamento manual incluindo a manipulação articular e terapia de tecidos moles (prefiro não comentar).

Rádio e TvEditar

Os alunos do curso de Rádio e Tv são os famosos "Galvão filma eu". Fazem de tudo para aparecer e ter seus 15 minutos de fama. O curso é caríssimo, e 97% das pessoas que se formam trabalham na filmagem de casamentos e festas de 15 anos; os outros 3% continuam sendo sustentado pelos pais.

Relações InternacionaisEditar

Morto de fome. Um curso típico para dizer "mamãe, estou na facú" sem o mínimo de esforço. As poucas e raras criaturas pensantes deste curso tornam-se diplomatas renomados. O resto, aproximadamente 99% dos matriculados, desistem e voltam pra casa dos pais.

Relações PúblicasEditar

Profissão promissora (para estagiários de ensino médio que não passaram no teste de cuspe do McDonald's). Tem o objetivo básico de fazer a comunicação entre empresas e clientes de forma direta. Também conhecida como telemarketing.

SecretariadoEditar

Um dos cursos que encabeçam a lista dos cursos caçadores de marido rico. A melhor amiga da secretária é a mini-saia. Não é necessário dizer mais nada.

Sistemas de InformçãoEditar

Quem faz este curso é porque não foi macho o suficiente para fazer Ciência da Computação e nem frouxo o suficiente para fazer Administração. É o curso que estuda "a gambiarra para empresas" - ao invés de "gambiarra pela gambiarra" como é o caso da Ciência da Computação - e forma profissionais que têm uma vaga noção de tecnologia unida a uma vaga noção de Administração. Em suma: é um péssimo administrador que fez um cursinho de informática básica.

Veterinária/zootecniaEditar

O profissional desta área pensa que trabalhará receitando remédios para cachorro. Porém mexerá, dentre outras coisas, com a extração de sêmen de bovinos e suínos. Extremamente desagradável, mas sempre tem gente que nasce pra essas coisas.

TurismoEditar

Viajar é preciso, viver não.

Sente a maresia:

♪♪ Senta o bumbum na cadeira

♪♪ Segura no câmbio, vamos decolar

♪♪ Nossa viagem é longa

♪♪ Não seja precoce, tente segurar

♪♪ Menino ou menina, coluna do meio

♪♪ Quem dá ré no quibe também vai gostar

♪♪ É o bonde do Gozo partindo pro espaço

♪♪ Vem nessa com a gente, vamos viajar!

♪♪ Vem, vem, pra minha nave espacial

♪♪ Vem, vem, sou um palhaço sensual

♪♪ Bala, sorvete, pipoca

♪♪ Rola, pirulito, pra você chupar

♪♪ Sacanagem é pouco zoeira

♪♪ A nave do Gozo é pra se lambuzar

♪♪ Tocar nas estrelas, brincar no espaço

♪♪ Um buraco negro vamos explorar

♪♪ Venha e não tenha medo

♪♪ Segure na minha, e vamos voar!

♪♪ Vem, vem, pra minha nave espacial

♪♪ Vem, vem, sou um palhaço sensual

♪♪ Vem, vem, pra minha nave espacial

♪♪ Vem, vem, sou um palhaço sensual

♪♪ Vem, vem, pra minha nave espacial

♪♪ Vem, vem, vamos fazer um bacanal

♪♪ Na minha nave espacial

♪♪ Vamos fazer um bacanal

♪♪ Na minha nave espacial

Operação de máquina de frango assadoEditar

Este é um curso novo para aqueles que não têm capacidade para prestar os cursos anteriores (como você, que está lendo este artigo). Consiste em aprender a manusear a complexa máquina de assar frangos existentes em supermercados e padarias,para que não passem do ponto e tenham que ser dados para mendigos de rua.Há muitas vagas no super,quer dizer,mercado de trabalho.