Abrir menu principal

Desciclopédia β

Viana (Maranhão)

Viana é uma cidadezinha localizada no Maranhão, ou seja, Viana sofre todos os dias com um calor do cão, com a falta de água e com a ditadura insana de José Sarney. Atualmente, ninguém quer morar em Viana, o que é bem compreensível, pois apenas seres imortais como a fênix, Claire Redfield, baratas e o Oscar Niemeyer conseguiriam sobreviver por mais de uma semana na região.

Índice

HistóriaEditar

 
Realmente, Viana é a cidade da paz... Por lá, nada acontece, até porque nem mesmo os bandidos tem coragem de morar na região.

Assim como toda cidade roceira/interiorana, Viana foi fundada por alguns jesuítas que estavam catequizando os índios da região na base do tiro de trabuco.

No princípio, os jesuítas construíram apenas alguns barraquinhos de madeira, pois achavam que não existiam muitos índios para catequizar nas proximidades de Viana, afinal, ali é bem próximo do cu do mundo. Porém, por incrível que pareça, naquelas bandas haviam hordas e hordas furiosas de índios querendo mandar os jesuítas e a sua catequização para o quinto dos infernos. Por conta disso, houve um grande conflito, porém, no fim, os jesuítas conseguiram matar todos os índios, pois os seus trabucos estavam completamente carregados com sal, que havia sido comprado na fazenda do Nhô Lau.

Apesar de terem vencido a guerra, os jesuítas tinham ficado muito feridos, pois tinham sido atingidos de raspão pelos modernos e perigosos armamentos indígenas, que eram lanças, pedaços de pau e pedras. Por conta desses ferimentos, os jesuítas resolveram fixar moradia em Viana mesmo, pois ali eles poderiam tratar de seus ferimentos.

Os jesuítas gostaram tanto de ficar "sozinhos" em Viana que nunca mais saíram de lá.

Com o tempo, alguns desbravadores destemidos cortaram todos os matagais imensos da região, e conseguiram chegar, como que por milagre, em Viana. Quando viram que Viana era bem parecida com uma currutela qualquer, eles decidiram que iriam embora, porém, após pensarem um pouco, eles decidiram fixar moradia por lá, afinal, nas proximidades de Viana eles teriam aventuras ilimitadas, pois teriam que fugir de onças e matar mosquitos transmissores da malária todos os dias.

Atualmente, os únicos doidos que continuam morando em Viana são alguns pobres coitados que não tem para onde ir...

EconomiaEditar

Completamente baseada no tráfico de imagens de santos, que estavam em Viana desde 1700 e galinha-tinha-dente.

EducaçãoEditar

Não podemos dizer que é inexistente, pois isso não seria uma verdade. Alguns moradores de Viana já sabem coisas incríveis, como por exemplo, escrever o próprio nome sem a ajuda de um professor. Porém, a grande maioria dos moradores de lá assinam usando as digitais mesmo, após mergulharem os dedos nas poças de lama que existem em abundância na região.

CulturaEditar

O folclore da cidade se caracteriza por um monte de lendas (mentiras), sendo uma delas a de que existe uma enorme cobra que dorme sob o lago da cidade e dizem as más línguas que no dia que ela despertar Viana vai por água abaixo.

Como todo vianense gosta de comer peixe e galinha roubada eles sempre inventam um monte de coisas só pra assustar os visitantes ou prender a sua curiosidade.

TurismoEditar

Nos meses de abril e maio, quando o lago está cheio devido ao período chuvoso, é que Viana recebe muitos turistas advindos de todo mundo, até do Acre, em seus navios de três andares.