Abrir menu principal

Desciclopédia β

Vidal Ramos (Santa Catarina)

Ponte-HLuz.jpg Se quésh quésh, se non quésh, dish!

Este artigo é catarinense! Já entrou em coma alcoólico na Oktoberfest, sabe o que é boi-de-mamão, tem um poster do Guga e pensa que é alemão!

Venha para o lado barriga-verde da força você também!

Cquote1.png Mais uma cidade catarinense puxa-saco de presidentes antigos do Brasil. Cquote2.png
Um morador de Vidal Ramos sobre o nome desta cidade

Vidal Ramos é um município brasileiro do Estado de Santa Catarina, que eram puxa-sacos de Nero Ramos.

Índice

História

 
A única coisa boa de Vidal Ramos.

Seus primeiros colonizadores, descendentes de alemães e italianos, chegaram à região das cabeceiras do Rio Itajai-Mirim por volta de 1920, atraídos pelas terras férteis e abundantes em caça e pesca, quando Vidal Ramos ainda fazia parte do município de Brusque - SC onde no final nisso tudo esses imigrantes praticamente se ferraram. A partir de 1930 foi elevado à condição de ditrito de Brusque, designado Distrito Adolfo Konder onde eles começavam, ou tentavam reinvidicar os seus direitos trabalhistas, não existentes ainda naquela época. Em 1957 conquistou sua emancipação política, desmembrando-se de Brusque, com a designação de Município de Vidal Ramos. O nome lhe foi imposto como condição de emancipação e homenageia um membro de um clã de latifundiários da região de Lages, que dominou a cena política do Estado de Santa Catarina, até os anos de 1970. O Homenageado não teve qualquer vínculo com a comunidade que se formou ao longo do Itajai-Mirim, sendo a denominação do município apenas mais um exemplo da imposição de oligarquias da capital do Estado na definição de topônimos onde os pobretões teriam um pouco de vozes e que, na escolha dos nomes, ignoravam aqueles que a comunidade consagrara e impunham nomes para homenagear seus membros ou expressões indígenas, sem qualquer referência local.

Onde após toda essa enrolação, o nome daquela cidadezinha do mato ficou conhecida como Vidal Ramos e não se discute mais sobre isto.

Geografia

Localiza-se a uma latitude 27º23'31" sul e a uma longitude 49º21'21" oeste, estando a uma altitude de 370 metros, sendo uma passagem de ida sem volta, para o inferno (ou não). Sua população estimada em 2004 era menos de 8 mil habitantes. Possui uma área de 343,81 km², tendo como sua população predominadas por bois, porcos e galinhas.

Política

 
Centro de Vidal Ramos, após uma chuvinha de verão.

Vidal Ramos ainda vive na idade média, trata-se de um feudo governado por duas famílias, que se utilizando de ilusionismo fazem os cidadãos acreditarem que suas promessas já foram cumpridas. Auxiliados pelo Desgovernador, que tem planos para reverter o quadro de 0% de analfabetismo para 100% no estado. Sua vassalagem, a maior parte composta por membros das famílias, ajuda a manter os servos da gleba obedientes e analfabetos. Apesar de ser um feudo, para fingir democracia, possui uma câmara de vereadores, que na verdade são marionetes que estão lá para dizer sim às imposições do senhor feudal. Existe um movimento de oposição que se reúne na taverna do Neném, onde após beberem toda o estoque de bebidas ameaçam fazer uma revolução, porém passada a bebedeira a revolução acaba. Recentemente com a chegada da internet banda larga em Vidal Ramos alguns revolucionários (nada) secretos estão escrevendo um blog chamado Metralhadora Giratória, que está causando muita revolta no feudo e estão condenados à guilhotina assim que suas identidades forem reveladas, se alguém souber de quem se trata pode denunciar diretamente ao senhor feudal ou divulgando o retrato-falado no principal jornal que circula pelo feudo, o "Jornal" Mirim, que trata de divulgar e elogiar os atos do senhor feudal.

Economia

Vidal Ramos até a pouco tempo vivia exclusivamente da produção camponesa, principalmente de Fumo e Cebola, mas com a construção da fábrica de cimentos da empresa Votorantim, que já comprou metade da cidade, os camponeses deixaram a roça para trabalhar na fábrica, suas mulheres casaram com nordestinos, a maioria deixou a cidade com eles. Com a alta taxa de imigrantes nordestinos todo mundo fez quitinetes para alugar, durante a alta procura um quarto não saía por menos de R$500,00, levando muitas pessoas a procurarem hospedagens em feudos vizinhos, atualmente grande parte dos imigrantes nordestinos já foi embora levando a metade da população feminina com eles e deixando Vidal Ramos com mais casas para alugar do que habitantes, o que está levando todos à falência. Depois da Votorantim Cimentos, a maior concentração de dinheiro parece estar na Fundação Hospitalar, que recentemente doou um terreno estimado em 1 milhão de pilas para construção de um posto de saúde.

Saúde Pública

O hospital conta com televisões e ventiladores para o conforto de seus pacientes.

Educação

Alguns professores insistem em tentar dar suas aulas mesmo com o plano de acabar com o alfabetismo bolado pelo Desgovernador Colombo e por seus comparsas de Vidal Ramos. Atualmente a maior parte das meninas que estudam no Ensino Médio e Fundamental estão grávidas ou amamentando e as do primário estão prometidas para os que conseguiram manter seus empregos depois do término da construção da fábrica.

Turismo

Recentemente a cidade mudou seu slogan de "A Cidade da Doce Festa" para "A Capital Catarinense do Cimento". Se você correr ainda poderá curtir a imensa grota verde, antes que tudo vire pó. O principal ponto de visitação não mudou de lugar, apenas de nome, anteriormente era chamado de Parque da Doce Festa, um dos melhores parques de festa da região, hoje chama-se Fábrica da Votorantim Cimentos. Outros pontos interessantes a visitar são os monumentos construídos por indígenas em homenagem aos seus deuses, o chamado "Morro da Tartaruga", ou ainda o "Chapéu do Sol", em homenagem aos Deuses Tartaruga e Sol (óbvio).