Abrir menu principal

Desciclopédia β

Vila Lângaro

Gnome-searchtool blue.png Vila Lângaro é uma pequena cidade desconhecida.
Você pode estar perdendo seu tempo à-toa ao ler sobre essa joça.
Judas perdeu as botas aqui.

Sciences de la terre.svg.png


Vila Lângaro é uma cidade microscópica no Rio Grande do Sul que provavelmente você nunca ouviu falar. Se já ouviu falar dessa cidade, tenho certeza que você não tem ao menos 2 dentes na boca. Basta olhar para o nome da cidade para ver que ela deve ser uma cidade que sequer deve conhecer asfalto e o que significa "BR" ou "RS".

HistóriaEditar

 
"Eis aqui onde surgiu a cidade de Vila Lângaro"

Vila Lângaro surgiu após um hospício ter deixado descarrilhar uma carreta que estava levando vários loucos. Todos eles por se apaixonarem por objetos fictícios. Essa doença existe de verdade, há até uma mulher casada com o Muro de Berlim, ela vive dizendo que o marido é rabugento pois ele ficou separando alemanha comunista da socialista. HA HA HA!

Isso foi bem mais grave desde que os loucos cairam nesse buraco aqui, e foi em um buraco mesmo. Lá dentro começaram a se procriar com pedras, após anos esse buraco virou a prefeitura da cidade: uma cabine de banheiro público, logo acima do local histórico existe uma privada.

A prefeitura fez a honra de por uma plaquinha no pé da privada dizendo "Vila Lâmpago veio daqui", querendo fazer uma referência à natureza real da cidade ao buraco onde apareceram os primeiros colonos.

Após sugerirem a emancipação de Antônio Padro, ou Caxias do Sul, tanto faz! Só se sabe que eles queriam se livrar de um município cheio de loucos até a borda.

Momento históricoEditar

O momento histórico da cidade foi no tribunal, em Caxias do Sul ou um buraco qualquer desses, apesar de que em caxias do sul ao menos caberia 20 Vilas Lângaro. Enfim, presentes estavam um chefe dos loucos de pijama com um tijolo e os dois assessores dele que iriam bancá-lo para emancipar a vila.

O primeiro pedido do tribunal foi tirar o tijolo da mão do louco, digo, prefeito pois ele poderia jogar na cabeça de alguém quando eles negassem a emancipação. Logo ele começou a protestar.

  Que ultraje! Querem tirar minha esposa do tribunal!  
Maluco, o prefeito

Ao fim de tudo, julgaram o prefeito incapaz de abaixar as próprias calças sem a ajuda do tijolo, logo, incapaz de governar uma cidade. Ao encerrarem o julgamento apareceu a Gisele Bündchen perguntando se alguém poderia ajudá-la trocar o pneu, o juiz bateu o martelo dizendo "eu".

O município tinha sido emancipado com a maioria dos votos de acordo (WTF?)

Ver tambémEditar