Viljandimaa

Viljandimaa é um dos condados da Estônia, nele você pode encontrar uma região tão divertida quanto dois anos sem fazer nada em Araponga.

HistóriaEditar

 
Uma típica gostosa que você vai encontrar em Viljandimaa.

Viljandimaa era um importante local de comércio na Idade média apesar de ser difícil de acreditar. Tudo isso se deve ao fato de que havia a Letônia que gostava de brincar de senhor feudal, castelinho e plebeus. Então eles iam muito para Viljandimaa comprar os brinquedos para brincar dessas coisas.

Um dia, então, chegou um russo que acabou destruindo todos os castelos da Estônia após encontrar um bicho estranho em uma comida que ele pediu. Historiadores discutem se o prato que ele tinha pedido significava outra coisa em estoniano. Seja como for, em palavras russas ele disse:

  GWARGH! GWARGH! GWARAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAARGH!  
algo em russo

Que significaria algo como "Esse país é uma cópia barata da Rússia! Tal como a barata que acabei de comer!" e voltou 5 anos depois.

Ele havia demorado muito pois o exército russo tinha destruído a Letônia e a Lituânia por engano, então quando acharam a Estônia acharam só os castelos dessa região e voltaram para a Rússia. Como a Letônia achava que brincar de idade média era muito perigoso agora nunca mais o comércio de Viljandimaa se reergueu.

Mesmo assim, foda-se é a estônia!

GeografiaEditar

Viljandimaa ao leste faz divisa com um lago da Estônia que é gelado pra cacete, mesmo assim há alguns doidos que nadam por ali de vez em quando, eles são doidos pois as minas aquáticas que não davam certo eram jogadas pela União Soviética nesse laguinho, algumas funcionam o que prova que talvez os soviéticos estavam começando a ficar malucos.

Ao sul faz divisa com a Letônia e recebia todas as letãs gostosas e algumas lituanas gostosas. Era a chamada "rota do Mar Báltico", a Lituânia contrabandeava mulheres para a Letônia que perdia as mulheres para a Estônia que acabavam se mudando para a Rússia com um estoniano/russo.

O restante é só Alasca outros condados da Estônia.