Abrir menu principal

Desciclopédia β

Villa d'Este

Este artigo é um
Patrimônio Mundial da Humanidade.

Pode ser uma ruína, uma cidade
de merda, um matagal abandonado,
mas está protegido!

World Heritage Site logo.png

Leitura recomendada apenas para
pessoas com cultura.

A UNESCO monitora este artigo.


A villa d'Este em seus tempos áureos, tempos esses em que nem haviam câmeras fotográficas.

Villa d'Este é mais um daqueles castelos espalhados pela bota europeia, a Itália. Sendo, portanto, algo repleto de teias de aranha visto que está inutilizado e feito em algum estilo arquitetônico que prezava pelos detalhes excessivos e o completo exibicionismo, já que há tempos atrás, antes da invenção do carro e dos apartamentos o cara era medido pelas mulheres pelo tamanho da casa.

A villaEditar

A villa foi encomendada por um tal de Ipollito II d'Este, pessoa que provavelmente sofreu muito bullying graças a um nome desses, ele era neto do grande papa Alexandre VI, o que prova que celibato é um conceito contemporâneo e padres tem sim pênis e testículos e que alguns tendem a utilizá-los em criaturas diferentes de indefesos coroinhas.

O arquiteto decidiu fazer a villa em estilo maneirista, a versão mais fresca do estilo renascentista. Assim foi criado a villa para esse cardeal poder celebrar seus cultos que envolviam exorcismos e altos dízimos. A villa foi usada por um tempo, mas depois por tédio eles decidiram se mudar e passaram em cartório a escritura para o nome das traças e musgos do local.

Coisas legais de láEditar

 
No jardim da Villa d'Este há um chafariz de dragões cuspindo água, WTF?.

A villa é conhecida pelo seu monumental jardim que foi recuperado por um bando de nerds botânicos sem namoradas ou nada melhor para fazer do que reformar um jardim caindo aos pedaços, mas pelo menos seu trabalho garantiu ao local o título de patrimônio da humanidade dado pela UNESCO, o que, na prática, não significa absolutamente porra nenhuma.

O jardim é repleto de afrescos, mosaicos, desenhos feitos no Microsoft Paint entre outras expressões artísticas, lá é o local que faria um amante das artes plásticas molhar as calças e que, ao mesmo tempo, faria uma pessoa normal cair em estado de tédio profundo causado pela completa ausência do que fazer nas proximidades.

Ver tambémEditar