Abrir menu principal

Desciclopédia β

Vitória Sport Clube

(Redirecionado de Vitória de Guimarães)
PortugalDJoãoscary.jpg Manuel, vê-me dois cäcətinhos, o pá!

Æstə ärtigo é purtugäish, gajo. Élə comə cacətinho cum bəcalhau, tuma um vinho ishtränho, adora cumpetir cum a Ishpänha e tem um bigodão.

Cuidado: ə qualquêr mumento, Napolião podə querer invədir-tə

Vitória Sport Clube
Escudo do Vitória de Guimarães.png
Brasão
Hino Sou derrota, sou derrota , sou a fraqueza , o despoder , sou passado
Nome Oficial Ganhar ao Braga é que é bom, mas nunca consigo
Origem Bandeira de Portugal Portugal - Guimarães
Apelidos Vergonha do Minho, Escória de Cagalhães, VSF, Visicutao, Vitoria de Badajoz
Torcedores O clube é demasiado irrelevante para ter claques
Torcidas Paneleiros de Preto
Fatos Inúteis
Mascote Padre
Torcedor Ilustre Estúpido Meireles
Estádio Estádio Preto e Branco
Capacidade 30000 cadeiras que nunca são ocupadas, servindo apenas para serem jogadas ao relvado pelos neandertais que vão aos jogos do Vitória
Sede Castelo
Presidente Júlio Esfola Gatos Mendes
Coisas do Time
Treinador Luís Colinho Castro
Pior Jogador da história Nuvola apps core.png Vai te Reformar Douglas
Melhor Jogador da história Crystal Clear action bookmark.svg.png N'Dinga Mbote
Patrocinador A versão portuguesa da Big Bill Hell's
Time
Material Esportivo Micron
Liga Liga NOS, apesar de não merecer sequer pertencer à divisão de honra da AF Braga
Divisão
Títulos Isso é com Benfica e Porto
Ranking Nacional Nenhum, ainda não criaram os números ordinais negativos
Uniformes



Cquote1.png Tira o meu nome do teu estádio! Tira a minha feição do vosso escudo! Vocês são espanhóis! Cquote2.png
Dom Afonso Henriques sobre o Vergonha Scoria Clube
Cquote1.png Assalto à sede do Vitória Sport Clube: levaram dois extintores e um cinzeiro Cquote2.png
Capa do Correio do Minho de 5 de Agosto de 1999 sobre o assalto à sede do Vitória SC
Cquote1.png O Vitóóóória de Guimarães é meeeeeeerda! Portugal todo odeia esta equiiiipaaaaaaaaaaaaaaaaa Cquote2.png
Primeira versão da abertura portuguesa de Evangelion sobre Vitória SC

Vitória Sport Clube, mais conhecido como Vitória de Bajadoz Guimarães[1], ou o acrônimo VSF, é um time capitalista e uma grande empresa de tráfico de brasileiros em Portugal, considerado uma cópia de uma cópia de outro time, mas as cores deles são preto e branco, seu estádio parece o metrô de Varsóvia, vazio pra cacete, e além do mau futebol, é uma empresa poliesportiva, sendo irrelevante em todos os esportes que disputa. Em 2010, o jornal A Bola, em comemoração aos 75 anos da primeira divisão do futebol português, fez um ranking histórico de todas as equipas que já passaram pelo certame, onde o Vitória ficou na posição de apanhar moeda, ou seja, de quatro no chão.

O time tem uma porrada de brasileiros desconhecidos, mas é conhecido por levar cacete sem parar do SL Benfica, FC Porto e do Sporting, times aos quais jamais vence, além de ser uma das equipas mais relevantes do Distrito de Braga, atrás apenas de Braga, Famalicão, Gil Vicente, Moreirense, Fafe, Vizela, Vilaverdense, Merelinense, Atlético Cabeceirense, Maria da Fonte, Fão, Tadim, Palmeiras (não o brasileiro sem mundial), Calendário, Pica, Regadas, Bairro, Carreira, Antas, Peões, Esporões e Piratas Creixomil (acredite, todos estes clubes existem).

Atualmente é considerado (como todo time português) um depósito de escravos vindos da África, e comércio de tráfico de brasileiros que querem a vida, porque tem mais jogador estrangeiro do que português.

Índice

HistóriaEditar

FundaçãoEditar

As origens do clube vieram de vários grupos de estudantes de psicologia que visitavam uma plantação de milho em Guimarães no início do século XX, quando estes decidiram juntar tudo e fundar um clube de futebol dentro da plantação, e construíram o que atualmente é o time de futebol, até que em 1922, o clube recebeu uma afiliação atualmente extinta e extremamente sem sentido chamada Associação de Futebol de Braga, uma instituição de tráfico de jogadores ao time que queria dominar Portugal. O nome posteriormente adotado, Vitória Sport Clube, seria apenas uma engraçada ironia com a palavra "vitória" que será aquilo o que o clube menos verá.

A jornada do timeco, que queria ser o timecão, começou nas competições amadoras da região de Braga onde disputava torneios apenas contra outros clubes secundários, evitando a todo custo enfrentar times do litoral, contra quem decerto perderia. Enquanto nesses primórdios enfrentava só timecos de nível braguês, conseguiu algumas conquistas, como em 1934 quando foi conquistado seu primeiro título sem graça, aquele campeonato que só o mesmo time disputava, vencendo seu maior rival, Sporting de Braga, por 1-0. A partir de então iniciava a sua caminhada para ser um timecão, vencendo coisas como Campeonato do Minho (equivalente ao brasileiro campeonato sergipano) e outas coisas sem valor.

Taça UEFA de 1986-87Editar

Ao contrário de Benfica e Porto, que mesmo não sendo lá grandes coisas tem em seu currículo inegáveis feitos internacionais, o Vitória nunca conseguiu ser grandes coisas e sua torcida precisa se orgulhar apenas de feito completamente medíocres, como por exemplo a memorável campanha do clube na Taça UEFA de 1986-87, estreia na competição vinte anos após a estreia do Braga, onde eliminou um monte de time ruim até acabar perdendo nas quartas-de-final para um time germânico de nome impronunciável mas cuja grafia é transliterada para Borussia Moncheblablabla.

Liga dos Campeões da UEFA de 2008–09Editar

A conquista da posição de apanhar moeda da Primeira Liga de 2007-08 garantiu ao Vitória sua primeira participação numa Champions League na edição de 2008-09. É claro que a UEFA não alocaria um time deveras tão ruim logo nos grupos, o Vitória foi para aquela fase preliminar, e não deu conta nem do FC Basel da Suíça. Foi nessa época que sua torcida começou a botafoguear e começar a culpar o século de derrotas e fiascos em arbitragens tendenciosas.

Pegando o gosto pelas competições europeiasEditar

O time continua uma merda, a terminar sempre na posição de apanhar moeda, mas como a UEFA inflou todas suas competições e Portugal não tem tantos times assim, e por causa dos coeficientes, o Vitória acabou participando de umas várias Liga da UEFA, mas sempre sendo um fiasco em todas. O Vitória acha que porque o Brasil é penta-campeão mundial qualquer brasileiro é bom, e leva para lá uma porrada de brasileiros ruins, trazidos de suas casas no Brasil. Está ali para ficar perdendo para sempre para o Benfica e Porto.

EstádioEditar

O Estádio Afonso Henriques foi modelado pela Konami para fazer parte de Pro Evolution Soccer 2021, porém, foi descartado pois os programadores não conseguiram reproduzir a característica mais marcante do estádio: os adeptos a imitar macacos toda vez que um jogador negro da equipa adversária toca a bola.

AdeptosEditar

 
Jogador do Porto mostrando para a torcida do Vitória quantos títulos eles tem em toda sua história.

  Para sermos tratados assim, mais vale sermos espanhóis  
Um adepto do Vitória SC sobre punição pelo mau comportamento da claque, decisões controversas dos árbitros, estar atrás do Braga na classificação, ser informado que o seu clube não é conhecido por nada fora do norte de Portugal, que o universo não gira em torno da parvónia onde mora ou após saber que o artigo da Desciclopédia sobre o seu clube não o trata como se fosse a Juventus portuguesa
  Situados na bancada nascente, identificados com camisolas, cachecóis, bandeiras e tarjas alusivas àquele clube, no decorrer do jogo, exibiram tarjas com as seguintes inscrições: "A Liga é merda"; "Estão a matar o futebol", "Porto é merda, filhos da puta, Benfica é merda" e "Filhos da puta, filhos da puta, aconteça o que acontecer o Guimarães é merda até morrer". Além disso dois adeptos do Vitória SC foram detidos por invasão do recinto desportivo  
Súmula de mais um episódio de mau comportamento da torcida do Vitória que garantiu uma multa de 714 Euros sobre o fato de que o Vitória é odiado até mesmo pelos próprios adeptos

Apesar de Braga ser chamada de Roma Portuguesa, é em Guimarães que os adeptos se comportam como se estivessem em Roma: são iludidos como os adeptos da Roma e racistas como oa adeptos da Lazio, e apoiam uma equipa do tamanho do Frosinone.

Estamos falando de um time que em 100 anos de história nunca sequer chegou perto de ganhar algo. Uma família de tataravô, bisavô, avô, pai e filho nunca viu o Vitória honrar o nome do clube. O torcedor do Vitória, portanto, é só uma pessoa revoltada, ela é mais anti-Porto (isso quando o seu segundo clube não é o Porto), anti-Benfica e anti-Braga do que realmente torcedor do Vitória, e tantos anos de fiasco gera um inevitável ódio no torcedor que extravasa isso na forma de racismo.

Mas apesar de várias demonstrações públicas de racismo, chamar os jogadores africanos dos outros times de macaco é erroneamente interpretado como racismo pelos adversários, pois o próprio Vitória é repleto de brasileiros e africanos. Quando o torcedor do Vitória chama o adversário de macaco ele está apenas protestando contra o seu próprio clube, querendo dizer que seus jogadores são tão ruins que perdem até para um time de símios.

RivalidadesEditar

O Vitória tem uma rivalidade histórica com o outro clube irrelevante da cidade vizinha, gerada principalmente por ciúmes porque o Braga é de Braga e eles não. É uma das rivalidades mais equilibradas de Portugal, pois o Vitória nunca consegue vencer o Braga em Braga e o Braga nunca consegue perder pro Vitória em Guimarães.

Outras rivalidades incluem:

  • Leixões, a quem deu calote pelo jogador Tapsoba;
  • Académica de Coimbra, devido a um dos raríssimos escândalos no futebol português em que o clube beneficiado com a salvação do rebaixamento não foi o Belenenses quando o Vitória escalou um jogador congolês irregular mas não foi punido
  • Vitória de Setúbal, que reclama (com razão) ser o Vitória original
  • Porto, por puro racismo
  • Benfica, porque todos odeiam o Benfica
  • Sporting, porque todos também odeiam o Sporting

Vale notar que todos os clubes supracitados têm mais conquistas do que o Vitória.

TítulosEditar

 
A sala de troféus do Vitória Sport Clube, um dos principais pontos turisticos de Guimarães
  • Rebaixamentos no miserável Campeonato Português onde quase não tem time bom: 2 vezes (1954–55, 2005–06)
  • Fiasco na Taça de Portugal: 4 vezes (1942, 1963, 1976, 1988)
  • Campeão português caso o Benfica e o Porto não existissem: 2 vezes (1968–69, 2007-08)
  • Taça de Portugal: 1 vez (2012-13)
  • Viradas de mesa: 1 vez (1987–88)

Referências

  1. Guimarañes no idioma local