Warfare

Virtualgame.jpg Warfare é um jogo virtual (game).

Enquanto você lê, o Donkey Kong mata o K. Roolenstein.

No Wikipedia.png QUEBRARAM A CARA!

Os espertalhões da Wikipédia NÃO têm um artigo sobre Warfare.

Cquote1.svg Você quis dizer: Tentaram pegar o petróleo do EUA e veja no que deu? Cquote2.svg
Google sobre Warfare
Cquote1.svg Na União Soviética, o petróleo encontra VOCÊ Cquote2.svg
Reversal Russa sobre Warfare
Cquote1.svg Opa, já estava ficando entediado Cquote2.svg
Bush sobre Warfare
Cquote1.svg Eu estive lá. Cquote2.svg
Chuck Norris sobre Warfare
Cquote1.svg Será que vai dá bom? Cquote2.svg
Você sobre estratégia arriscada
Cquote1.svg Confia Cquote2.svg
Seu amigo sobre citação acima
Cquote1.svg Puta merda Cquote2.svg
Você alguns segundos depois
Cquote1.svg Tu é muito burro rsrs... Cquote2.svg
Seu amigo te zoando sobre citação acima

RTS de Call of Duty
Warfare cover.png

Capa do jogo

Informações
Desenvolvedor GFI Russia
Publicador GFI Russia
Ano 2008
Gênero Real-time strategy
Plataformas PC velho
Avaliação ?/10
Idade para jogar Livre

Warfare é um jogo desenvolvido por uns russos e abafado pelo EUA que roteiriza com base em fatos reais ações das forças americanas sobre sua obsessão por petróleo missões de paz.

DesenvolvimentoEditar

Um subgrupo da AAAAA conhecido como Ha-Bah-Lah-Ba (hoje já extinto por não seguir o doutrinamento da AAAAA), na época, teve um frrrancês associado a esse grupo que morava na na Flórrrida convocado para o exército americano em busca de petróleo para uma viagem (só de ida) para o Oriente Médio.

Ele era parte da mídia do exército mas nunca foi citado, por isso não se sabe ao certo quem ou quais indivíduos conseguiram dados da invasão para ter o material de produção do jogo (mas quem se importa com isso, né?).

De todo modo, os dados foram enviados à Ha-Bah-Lah-Ba e eles aproveitaram para criar esse jogo, mas acabaram sendo encerrados pela AAAAA e repassaram o jogo para um grupo de esquina tomadores de Vodka para finalizá-lo, porém os mesmos reivindicaram a façanha.

JogabilidadeEditar

 
É tipo um SimCity, mas ao invés de construir a cidade, você destrói ela.

É tão original quanto Age of Empires, você comanda as unidades manualmente e elas possuem um leque de opções padrões e com algumas diferenças em relação ao tipo de unidade. Tem a opção de "parar o tempo" para pensar e organizar por duas horas sua estratégia e depois ver no que vai dar em seguida. A única diferença é que não tem tutorial sobre como usar e você acaba tendo que fazer isso na raça.

Os gráficos são tão originais quanto Age of Empires, baseado numa espécie de OpenGL de baixa qualidade com configurações horríveis que nem mod's conseguem melhorar.

EnredoEditar

É retratado Você como um comandante sem prestígio que luta contra seguidores reversos da Reversal Russa à risca com o lema "Buuuum dia". Com diversos soldados sob suas ordens, Você realiza diversas missões para estabelecer a produção de petróleo a paz e, no fim, encerrar o conflito.

PersonagensEditar

  • Irmãos Aliba-Bah: Governantes locais sempre se fudendo em situação de vida ou morte e que passamos maus bocados para resgatá-los.
  • Sargento da Central: Seu superior que te manda nas missões ao estilo Dark Souls para suicidar suas tropas, concede o pagamento das missões completadas e reforços devolvendo o pagamento.
  • Petróleo: Sempre presente.
  • Você: Irrelevante (favor mover-se para o sub-tópico "figurantes").
  • Sua mãe: Tão presente quanto o petróleo.

Ver tambémEditar