Abrir menu principal

Desciclopédia β

Xangri-lá

Gauchodanc.jpg Mas bah, tchê!

Este artigo buenaço e tri-legal é do mais puro humor gaudério dos pampas, vivente, então veste tua bombacha, recolhe teu pelego no galpão e toma um mate amargo com a gente, macanudo!

Chima.jpg
Banheiro de Xangri-lá. É lá que os habitantes vão fazer suas necessidades e tomar banho.

Xangri-lá é uma cidade do Rio Grande do Sul que surgiu após uma lei cujo número de identificação é o número de pi somado com o resultado da soma dos catetos, fez com que Xangri-lá surgisse após ter se emancipado de Capão da Canoa, cidade tão miserável e pequena quanto Xangri-lá.

dizem alguns que o nome veio da pronúncia da palavra "falta do que fazer" em tupi-guarani que convenhamos, são índios que estão mais pra cima do Brasil não aqui em baixo (ui!).

No final, acabou com a imagem de uma cidade que tem ainda ocas como casa e é cercada de mato e a única coisa que vende é carne e gado para as cidades que fazem fronteira com Xangri-lá. Os Xangrilenses como são chamados os filhos da puta moradores de lá, são conhecidos por saberem cantar 500 canções em Esperanto. Pena que ninguém conhece a tal língua que foi um desastre.

HistóriaEditar

Xangri-lá surgiu após a emancipação de seu município principal. Se antes já tinham muitos municípios, agora Rio Grande do Sul estava extrapolando os limites de municípios por kilômetro quadrado.

Então a pequena cidadezinha estava recém fundada, mas poucas pessoas estavam dispostas a morar em um lugar onde não tinha internet, TV, computador e que parecia estar atrasada pelo menos uns 500 anos do resto do mundo.

Até hoje a cidade continua assim, com poucos habitantes, pouco reconhecimento, pouca comida, pouca tecnologia e por aí vai. Pelo menos eles são a cidade/exemplo que os naturalistas extremistas tanto falam quando citam o "voltar a nossas origens" e voltar a viver como homens das cavernas.

Geografia/FaunaEditar

O terreno é todo esburacado e isso afetou um pouco a fauna também: geralmente podemos ver que nesses buracos saem toupeiras gigantes que nunca foram vistas pelo resto do mundo. Suspeita-se que elas comeram Urânio e por isso estão desse tamanho.

Outra coisa é que os buracos estão sendo ocupados por lebres e isso está aumentando muito a destruição da fauna de lá (quem se importa?).

Outro animal excêntrico que deveria estar na África, mas está no meio do sul do Brasil é a Cabra-de-leque que fica pulando pelos buracos.

Ver tambémEditar