Abrir menu principal

Desciclopédia β

Xicória

Doriapinga.jpg Este artigo é sobre uma subcelebridade

e já foi papagaio-de-pirata na TV.

Cuidado: Xicória pode cobrar cachê por ler este artigo.



Cquote1.png Você quis dizer: Escória Cquote2.png
Google sobre Xicória

Cquote1.png Tenho medo Cquote2.png
Regina Duarte sobre Xicória

Cquote1.png Olha só como ele é fofinhoooo Cquote2.png
Rei Julian XIII de Madagascar sobre Xicória

Cquote1.png Isso aí é uma bichooooonaaaa! Cquote2.png
Severino sobre Xicória

Cquote1.png A chicória (Cichorium intybus) é uma planta arbustiva perene... Cquote2.png
Wikipédia sobre Xicória Chicória

Xicória recebendo visita dos amigos gringos do Backyardigans. Reparem na expressão de contentamento da criança no canto, com essas criaturas medonhas..
No Wikipedia.png QUEBROU A CARA!

Os espertalhões da Wikipédia NÃO têm um artigo sobre: Xicória.

Índice

XicóriaEditar

 
Xicória, o ícone de Ponta Grossa, conhecido em todo Paraná (ou não), doidão após o consumo de dorgas.

Escória Xicória é um ícone da cidade de Ponta Grossa, sendo mais uma pelúcia transgênica e bizarra, que fracassando nos testes para integrar a turma do Barney e dos Teletubbies, passou a ganhar a vida como garoto cachorro-propaganda da rede de lojas MercadoMóveis, após o fim de um longo relacionamento com o Melocoton. É uma imitação do Tchutchucão da Xuxa e tem como missão alegrar esse povo infeliz que mora na cidade.

BiografiaEditar

Você sabia que...
  • ...Que o Xicória é o melhor símbolo de Ponta Grossa, após o Cocozão que foi dizimado por uma descarga...

O Xicória consiste em uma criatura criada por mais um careca inescrupuloso que ganha a vida fazendo as pessoas de trouxas com a mídia, ao desenhar um cão abobado e com o corpo desproporcional de uma pêra, para tirar o dinheiro atrair as crianças em programas infantis.

Como típico bastardo, foi rejeitado por diversos pais que lhe negaram a paternidade, como a Eliana que rejeitou qualquer colocação empregatícia do namorado do Melocoton, dizendo que já bastava um abobado em seu programa. O mesmo ocorreu com o apresentador Ratinho, que já tinha um boneco demente na sua programação, o Xaropinho. Situação que se repete com a Ana Maria Braga, que já tava cheia do seu papagaio-de-pirata (o Louro José), assim como a Turma do Barney, que rejeitou o seu ingresso por segregação racial, na qual o monstro roxo informa que de minorias já basta um homossexual (o Barney) e seu colega amarelo, recusando-se a aceitar um personagem afro-descendente.

 
Um típico descíclope curitiboca em turismo por Ponta Grossa, já que não tinha lugar melhor para tirar uma foto de recordação da cidade...

Assim, o pobre Xicória vagou entre várias emissoras de televisão, tentando uma colocação profissional até mesmo entre os Teletubbies, que também lhe negaram oportunidades com a alegação de que ele não é retardado o bastante para falar em tom monossilábico repetidas vezes, além da sua recusa em comer o Tinky Winky, pois este o deixava deprimido, por lembrar-lhe o sua antiga namorada Melocoton, que o iniciou no caminho das dorgas.

Depois de todas estas situações de humilhação, deprimido e sem nada à perder, o Xicória passa a ganhar a vida como animador de festas de adultos que se comportam como crianças, a qual chamavam de Rave, onde aprendeu a se comportar como um abobado, com o consumo de doces, pirulitos e água, muita água, além da galera que vivia doente que tomavam comprimidos, cheiravam vick e não tiravam os seus óculos escuros. Este pessoal o ensinaram a dançar sem parar e sem se preocupar se tinha gente observando, mesmo que estivesse enfiando a cabeça na caixa de som. Nesses lugares as pessoas pulavam muito, brincavam de bola e malabares. O som sempre diferente, parecendo que todos os cd's estavam riscados ou com a linha de produção barulhenta de uma fábrica, onde só dava pra ouvir um barulho do tipo; TUNTZ...TUNTZ...TUNTZ... PLAC, TRATIZIL ZUPZUO chamado de PSY TRANCE, que o demenciou tanto com as balas que o deixavam piradão, que tirou até mesmo o controle da sua língua, que permaneceu pelo resto da sua existência dormente, pra fora da boca pela perda do tônus muscular com o excesso de drogas que consumiu nesses lugares.

 
Xicória fazendo um bico pro Operário de Ponta Grossa. Até ele morre de vergonha pelo saldo de derrotas do clube...

Arrasado, ele pega o pouco de dinheiro que lhe restou nesses dias intensos de drogas e bacanal, vai pra rodoviária de São Paulo e pega o primeiro ônibus que avista, decidido a mudar de vida, em que acabou desembarcando em Curitiba. Na capital do Paraná, ele é expulso pela máfia das pelúcias ambulantes que vendem algodão-doce, maça caramelizada e tranqueiras nas ruas da periferia, temerosos pela concorrência que ele podia representar, foi ameaçado de morte pelos Bananas de Pijamas, Bob's Esponjas e Teletubbies da terra da "vina". Correndo de tanto desespero, ele atravessa a cidade de Campo Largo, corta os Campos Gerais (interior do Paraná), e vai parar na cidade de Ponta Grossa, conduzido pela linha de trem da ALL até se encontrar no estádio do Operário Ferroviário Esporte Clube, de Ponta Grossa. Lá ele se ofereceu para trabalhar como mascote do clube, sendo vetado pelos dirigentes do clube que recusaram a presença de um imprestável balofo que em nada condizia com a postura viril e máscula que um operário deve representar. Mas apesar dos protestos dos dirigentes, o seu carisma lhe rendeu uma indicação aos patrocinadores do clube, sendo o principal deles que acolheu esta criatura bizarra foi a rede de lojas Mercado Móveis, com sede nesta cidade.

Os proprietários dessa loja de móveis também fizeram ressalvas com a presença do Xicória nas suas instalações, mas se compadeceram da sua triste história e o acolheram, já que tinham por tradição dar apoio a qualquer coisa imprestável, como o time da cidade que perde miserávelmente até para o Tabajara Futebol Clube.

Na cidade de Ponta Grossa, o Xicória trabalha como mascote da rede de lojas do Mercado Móveis, disseminando a pederastia na cidade, convencendo as criancinhas a sentarem no seu colinho, como fazia o Michael Jackson, além de promover a idolatria da população desta cidade ao Operário de Ponta Grossa, como animador nos dias de jogos, também servindo como mascote do clube, já que este tem dificuldades até mesmo para custear o 13º dos jogadores, que deixam de fazer hora-extra nos expedientes da Estação Ferroviária, para competir pelo clube de futebol de várzea. No ano 2018 Xicória entrou em combate com o "homem-aranha gordo de ponta grossa"... Vários moradores relataram que o Xicória estava apenas tentando proteger sua dignidade e a si próprio, no final da luta Xicória acaba assustando o homem fantasiado, que foge de batalha, fazendo assim Xicória o único ser que lutou contra o Homem-aranha e ganhou.


Melhores Momentos na vida do XicóriaEditar

Veja TambémEditar