Yo-kai Watch

Pokélogios
Yo-Kai Watch logo.png
Logotipo da série (ou não)
Gênero mais comum RPG/Furry necrofílico
Desenvolvedor atual AI-5
Publicador atual AI-5
Plataforma de origem Nintendo 3DS
Primeiro lançamento Yo-kai Watch (2013)
Último lançamento Yo-kai Watch 4 (2019)

Cquote1.svg Você quis dizer: Criaturas esquisitas que saem de relógios com luzinhas Cquote2.svg
Google sobre Yo-kai Watch
Cquote1.svg sempre quis um desses! Cquote2.svg
Moleque aleatório sobre Yo Kais
Cquote1.svg Meu nome é Ari e eu não tô nem aí Cquote2.svg
Ari sobre mundo inteiro

Yo-Kai Watch é uma série de jogos de RPG que veio para tentar bater de frente com os grandíssimos Pokémon e Digimon, sendo uma mistura dos dois, só que infantil e ganhando até mesmo dos novos jogos de Pokémon. Não é nada mais que um Pokémon que apenas faz sucesso no Japão, já que ninguém se importa para esse jogo no ocidente. Diferente de Pokémon, que são monstros que vem dentro de bolas, e dos Digimon, que vem de aparelhos quebrados, os Yo-kai vem de relógios, como se fosse um Ben 10 da vida. Enfim, em termos de vendas, o Yo-Kai watch é o único "rival" de Pokémon que atualmente faz sucesso.

Os Yo-kais (alguma coisa em japonês ou chinês) são criaturas bizarras que fazem as crianças (as burras em geral) matarem seus pais de ódio. São obrigados a trabalhar como escravos para um garoto de uns...12 anos só porque ele tem um relógio de lanterna, é sério, esse garoto é doido, primeiro ele quer se livrar dos Yo Kais e depois ele obriga eles a dar fichinhas daquelas máquinas de games antigas dos fliperamas. Cada Yo-kai tem um poder, cada um mais inútil que o outro, um tem o poder de fazer gente fofocar, outro de fazer pessoas irem ao banheiro, e vários outros tem mais e mais poderes inúteis, tem um até que o único poder é ir pra prisão.

Os Yo-kais são bem parecidos com os pokémons, por isso é preciso muita atenção para diferenciá-los, os pokemons brigam uns com os outros e usam vários poderes esquisitos, os Yo Kais só enchem o saco bagunçando a cabeça de todo mundo. Diferente do anime de Pokémon, onde quase todo pokémon é do bem e só usa suas habilidades para o bem, os Yokais são bem o contrário disso tudo, onde alguns roubam comida e doces, alguns arruinam sua vida quando você faz o nº2 na escola, outros apenas são super esquisitos, outros dizem que Yo Kais não são culpados por tudo mas sempre estão errados, alguns comem sonhos, alguns simplesmente saem por aí e "inspiritam" as pessoas. Se quiser achar um Yo Kai só aponte a lanterna do relógio pra qualquer coisa.

A criaçãoEditar

Assim como a franquia Pokémon, os jogos da franquia Yo-Kai Watch são apenas para consoles da Não-Intendo. Em teoria, seria um grande fracasso, já que os nintendistas apenas querem saber de Zelda, Mario e Pokémon, porém como o jogo dos monstrinhos de relógio foi definido como um exclusivo da Nãointendo, então isso alegrou os japoneses, que conseguiram ao menos dar uma chance para esse jogo, mesmo com vários designs toscos feito por crianças de 10 anos. Indo no embalo do "fracasso" de Pokémon em vendas na época da 5ª geração por causa que não podiam jogar com o Pikachu ou com o Charizard, somados com designs de objetos e comidas com o propósito de servir de deboche.

Época de febreEditar

O Yo-Kai Watch, em seu primeiro jogo por ser um game atualmente mais completo que Pokémon, enfim fez sucesso em terras nipônicas com seus monstrinhos de relógio e tornou-se uma das franquias mais famosas no Nintendo 3DS, deixando a rival Pokémon preocupada, tanto que teve que apelar para a chupação de saco da região de Kanto, com trocentas formas para Charizard e Mewtwo e nostalgia para ganhar seus fãs de volta que fugiram ao ver um sorvete e uma lata de lixo em 3 anos passados. Mesmo assim, a popularidade de Yo-Kai Watch só aumentava em relação ao concorrente no Japão e surgiu uma febre chamada de Yo-Kai Watch Boom, uma febre similar a Pokémania no ocidente e isso fez que mais coisa inútil vendesse e fizesse sucesso, tais como o mangá do jogo, e também o anime do jogo (IRONICAMENTE ANIMADO PELO MESMO ESTÚDIO DE POKÉMON)

Aproveitando algo que os concorrentes não fizeram, a franquia em si começa a apelar para alguns crossovers com personagens de outros desenhos e animes para tentar fazer sucesso e enfim, veio o segundo jogo, Yo-kai Watch 2, um jogo que é quase igual ao primeiro, porém com mais aberrações para você capturar. Mal com o anime fazendo sucesso, e até competindo com titãs grandes da animação japonesa, tais como Doraemon e Detetive Conan, veio o primeiro filme da franquia, o Yo-Kai Watch: O Filme, um filme que se baseia mais nos jogos do que os rivais, que fazem filmes com o mesmo enredo na maioria das vezes.

ExportaçãoEditar

Após o sucesso do filme no Japão, enfim os criadores da franquia tiveram as bolas de lançar seus jogos no Ocidente, ou seja, apenas Europa e Estados Unidos, já que estamos falando de jogos da Nintendo e nesses países, como óbvio, suas vendas de jogo não conseguiram fazer nem cosquinha nas vendas dos jogos novos de Pokémon, sendo uma franquia totalmente fracassada no Ocidente. Por "desespero", até tentaram plagiar aquelas mudanças toscas que a 4Kids fazia no anime, dessa vez com o anime do Yo-kai Watch e como óbvio, o anime também não fez sucesso, já que conseguia ser mais chato que os animes de Digimon e Pokémon, e era algo muito infantil para o povo do ocidente aguentar Como as “PIADAS” pseudo sexuais e referências a cultura pop japonesa que ninguém que não tem internet vai entender.

Depois desses casos, vieram mais dois jogos para encher linguiça e tirar dinheiro dos japas, o Yo-kai Watch 3 e Yo-kai Watch 4, o jogo mais novo da série principal, ignorando vários spin-offs totalmente inúteis.

AnimeEditar

Na série, cuja qual a gente esteve lendo este tempo todo e achou que estava lendo sobre o jogo, nós temos vários personagens ridículos legais, incluindo os Yo Kais já citados, os não citados, o Nate, e vários outros seres humanos como a Katie que ele é doido pra comer, a gente não sabe se é uma série ou se é mais de uma série na mesma série, porque a série literalmente tem séries nela. Como o Whisper, Yo Kai mordomo do garoto costuma dizer em toda batalha entre Yo Kais: Negociação ou Confronto? Por algum motivo ele sempre diz isso, ninguém sabe qual é esse motivo, talvez seja porque ele não sabe que confronto sempre é o melhor, mesmo que nem sempre o garoto(que se chama Nate Adams) escolha confronto, ou sempre escolha, é difícil entender aquele garoto.

Toda batalha no anime acontece do mesmo jeito,alguma situação bizarra acontece como Katie ou sua mãe ameaçando ficarem peladas o Nate vê o Yo Kai com o relógio, corre atrás dele feito condenado, quando consegue fazer ele parar (30 minutos depois) ele faz uma dancinha e chama um Yo Kai de algum tipo, dependendo do tipo, tem sempre uma musiquinha(essa é a minha parte preferida), e depois ele manda o Yo Kai fazer alguma coisa.Mas geralmente o Yo Kai não consegue lidar com o inimigo por preguiça ou viadagem, então Nate tem de apelar, usando os ataques de Shuya Goenji ou oferecer os hentai do Jibanyan,ganhando a medalha do Yo Kai pra guardar no Ominitrix cumprindo sua missão de fazer o bem vencer o mal.

Música TemaEditar

  • Guera Guera Po x1000
  • Eu vou achar
  • Vou obrigar
  • E a medalha vou ganhar
  • Yo-kais Ajude-nos
  • A nos libertar
  • Porque nós temos preguiça de cantar
  • Guera Guera Po x100

Yo-kais notóriosEditar

O mascote da série se chama Jibanyan, que esse seria um filho abortado de um Pikachu com um Agumon, que acabou ganhando poderes de fogo, assim como os de Agumon e logo se descobre que Agumon teria traído Pikachu com outros mascotes, Meowth e Charmander, virando a aberração que é hoje, um gato com fogo no rabo sedento por chocolates. Jibanyan, assim como os outros principais mascotes de franquias de monstros, possui trocentas formas que são copiadas da original, tendo versões de gelo, versões de vento e centenas de versões de fogo que apenas muda o cabelo, a cara ou que ele veste em geral, sendo formas muito criativas por parte de seus criadores.

Outro Yokai que poderia se destacar, só que em outro ramo seria o yo-kai Kyubi (e suas imitações), que seria em fato um concorrente de personagens famosos, tais como Lucario, Gardevoir e Renamon, porém a pessoa que desenhou esse mesmo personagem se esqueceu de pensar no público adulto e fez uma espécie 100% masculina, o que deixou maioria dos furries interessados nesse jogo pistolando de raiva, porém nem isso impede de usar a sexagésima terceira regra para fazer arte pornográfica dessa criatura. Por causa desse motivo, o jogo não faz muito sucesso entre artistas desse ramo quanto as outras franquias de monstros concorrentes.

Além desses, também existem os outros yo-kais, que ninguém se importa, além das formas deles, que assim como Digimon, só mudam pouca coisa para dizer que é uma criatura totalmente diferente.

Ver tambémEditar

v d e h