Abrir menu principal

Desciclopédia β

Zilda Arns

Dark-Art-Grim Reaper 01DesktopNexus.jpg Zilda Arns já morreu!

"Sabia demais" e sucumbiu à tortura!

Clique aqui pra ver quem te espera no inferno

LuzMão.png
Zilda Arns surgiu da luz!!!

E Zilda Arns pode parecer uma lâmpada.

Luz de Cristo.jpg
Tomadinha do poder.jpg Zilda Arns tem PODER!
E te levará para qualquer lado da Força

Cquote1.png Você quis dizer: Criança Esperança que funciona? Cquote2.png
Google sobre Pastoral da Criança
Cquote1.png A farinha multi.. multi mis... mis... tura... tura... é nutri... nutri... nutritri... adequado! Cquote2.png
Ruth Lemos sobre Zilda Arns
Cquote1.png Zoa ela não! Ela é boazinha! Cquote2.png
Descíclope sobre Zilda Arns
Cquote1.png A DESCICLOPÉDIA AMARELOU PRA ZILDA ARNS. HAUHAUHAUHAUHQAUHAUHAU. ARREGOU!!!! Cquote2.png
wikipedista sem senso de humor sobre criador do artigo

NewBouncywikilogo.gif
Para os neo-ateus que preferem acreditar em mentiras, os supostos experts da Wikipédia têm um artigo sobre: Zilda Arns.


Zilda ArnsEditar

 
Zilda Arns; "Olha só que beleza! Tá fortinho com a super-farinha. Mas infelizmente isso não basta, já que teve o azar de nascer no Brasil"...

Assim como Madre Teresa de Calcutá, Zilda Arns Neumann, foi uma bondosa senhora. Que trabalhava para salvar milhares de crianças no Brasil e em vários países com a super-farinha-multimistura, em que fazia milagres ao salvar milhares de crianças, com o custo anual de R$0,86 centavos ao mês. Isso mesmo leitor, não é piada não! Ela salvava e nutria uma criança a um custo de menos de um real ao mês. Da qual não ganhou o Prêmio Nobel da Paz, porque a comissão julgou que as crianças indianas sofrem muito mais pobreza que as crianças indígenas brasileiras, para que Madre Teresa dividisse o prêmio. Tampouco possui a influência do Obama para receber uma puxação de saco de igual nível (já que este não fez porra nenhuma para merecer um Nobel).

Diante deste milagre, diversos governantes a convidaram para compor a pasta do Ministério da Economia, Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (sua mistura é empregada largamente no processo de engorda de animais) ou Banco Central, para instituir o salário mínimo de R$10,00, na qual ela recusou imediatamente, uma vez que jamais deixaria seus trabalhos filantrópicos em favor das crianças carentes para apoiar trabalhos pilantrópicos em favor dos bancos e grandes sistemas capitalistas e de exploração humana.

Pessoas próximas afirmam que ela é uma das poucas católicas que não foram pro inferno, tendo em vista que a hipocrisia não faz parte do seu cotidiano, em que mesmo dispondo de condições para possuir uma vida cheia de comodidade e regalias, destinou a sua vida em prol das pessoas carentes e necessitadas, morrendo no Haiti por conta do desabamento do teto de uma igreja, em que esteve apresentando uma palestra para a criação da Pastoral da Criança neste país devastado pelas guerras e contrabandos da Colômbia.

BiografiaEditar

 
Versão genérica da farinha multimistura desenvolvida pela Zilda Arns. Sua fórmula foi amplamente plagiada por diversas multinacionais para complementação nutricional de atletas.

Zilda Arns nasceu em Forquilinha, uma pequena cidade de Santa Catarina, e como ocorre com a grande maioria dos catarinenses, mudou-se para Curitiba (que é praticamente a capital da maioria dos catarinenses) na expectativa de cursar uma universidade decente. Graduando-se em Medicina na Universidade Federal do Paraná.

Nos hospitais do SUS em Curitiba, ela percebeu que muitas crianças morriam por causa da burrice dos pobres, que sem condições financeiras, sanitárias e de moradia, ou seja, sem porra nenhuma, causavam abortos em grande escala de longo prazo, após o nascimento desses bebês e crianças que eram largadas em qualquer lugar. Com isso, ela reuniu diversos padrecos para fundar a Pastoral da Criança, dando utilidade aos espaços improdutivos das Igrejas Católicas em prol de ajuda humanitária das crianças carentes e abandonadas.

Outro mérito da Dra. Zilda Arns foi o de colocar diversas beatas inúteis para trabalhar, fazendo com que estas mulheres que gostam de cuidar da vida dos outros e de perder tempo empurrinhando com os padres, para cuidar da pesagem, nutrição e acompanhamento nutricional das crianças na periferia, estendendo a atuação da Pastoral até mesmo no Acre, onde nem o Judas perdeu às botas, possui a assistência do trabalho voluntário desenvolvido pela senhora Arns, levando o trabalho da Pastoral da Criança para diversos países. Para distribuir a super-farinha que ela desenvolveu, que consiste em uma super-mistura de diversos vegetais, minerais, kriptonita, frutas, verduras, entre outros componentes nutri-nutri-nutri-adequados! Que salvou milhões de crianças da desnutrição e suas respectivas mães, além das atividades de geração de renda desenvolvidas pela Pastoral.

O mesmo trabalho de atenção às crianças foi desenvolvido em atenção aos idosos, com a criação da Pastoral do Idoso, em que os senis também possuem atenção da Igreja, graças a Dra. Arns, já que o governo deu às costas a esta população, vide o suporte prestado pelo SUS e a Previdência no trato deste povo.

Ela dedicou toda a sua existência em prol do bem-estar dos pobres, e morreu no Haiti, enquanto trabalhava nas obras de caridade, enquanto que os políticos de Brasília continuam com sua longa e duradoura existência como parasitas do dinheiro público. Religiosos afirmam que ela se foi porque Deus precisava colher uma linda flor. Quando precisasse de adubo, será a hora do Sarney e demais meliantes de Brasília.

Fatos sobre a Zilda ArnsEditar

 
Uma criança alimentada pela farinha multimistura, depois de encontrada em estado mórbido de desnutrição...
  • Se com R$0,86 ela alimenta uma criança por um mês, com o dinheiro do mensalão ela acabaria com a pobreza na América Latina.
  • O milagre da multiplicação de Jesus Cristo, nada mais foi do que um ensaio nas coxas das realizações da Zilda Arns em atendimento ao Brasil inteiro, com metade dos recursos.
  • A farinha multi-mistura que a Zilda Arns criou é capaz de alimentar toda a África, com apenas duas colheres do seu super-farelo.
  • A aceleração de partículas do CERN são realizadas com a coalizão atômica de dois farelos da super-farinha da Zilda Arns.
  • Apenas uma colherada da farinha multi-mistura dá potência para um homem ter ereção pelos próximos 150 anos.
  • A barragem da Usina hidrelétrica de Itaipu teve como base a farinha multi-mistura com água, dando resistência à usina em pelo menos 500 anos.
  • O Ex-vice-presidente José Alencar, foi diagnosticado com câncer em estado terminal, mas teve uma sobrevida de 20 anos devido ao consumo da farinha multimistura, na qual teve a sua morte confirmada pelo fato de ter atrasado um dos pagamentos do Hospital Sírio Libanês, devido a um equívoco no débito automático em conta, caso contrário, poderia ter mais de 150 anos de sobrevida se o fornecimento da farinha fosse mantido pelo hospital.
  • Diversos cofres de banco possuem a farinha multimistura na composição física da sua estrutura, juntamente com concreto e aço para torná-los impenetráveis.
  • A farinha multimistura desenvolvida pela Zilda Arns é amplamente consumida por lutadores de sumô, que exageram na dosagem diária para manter a sua estrutura de sobrepeso.