Ato falho

Um exemplo de ato falho.

Ato falho ou ato falhado é um termo usado pra definir um ato ou uma fala de alguém que aparentemente foi unicamente um errinho, um lapso ou similar, mas na realidade poderia revelar um verdadeiro desejo ou vontade do autor do ato falho. Pode-se chamar também de lapso freudiano, deslize freudiano, parapráxis ou mesmo falou tá falado, amiguinho, se fodeu!

Ideia do termoEditar

O primeiro a falar desse paranauê foi o Freud, claro, sempre esse velhote metido a psicanalista. Bem, ele considerava que todo ser humano tem situações mentais que sempre tentam esconder seus traumas e neuroses, além de seus instintos e coisas que tentam esconder de geral. Entretanto, todo esse esforço de passar uma imagem que deveras seria bem sóbria, honesta e indelével (só nomes que fui atrás no dicionário antes de escrever o artigo e escolhi no uni-duni-tê, nem sei o que significam...) na verdade por trás disso revela o seu eu verdadeiro, o seu íntimo, o seu lado rosa, digo, negro da força.

Exemplos e interpretaçõesEditar

  Não me enche o saco, Andressa!  
Você conversando com sua namorada, a Paula.

Esse ato falho revela obviamente que, se você não tem uma irmã ou prima chamada Andressa, acho que você está sob sérios riscos...

  Saudades do teu pau!  
Você falando com seu amigo sobre o pai dele.

Mesmo se não fosse um ato falho, ainda assim seria bem esquisito. Mas se for uma conversa via Whatsapp, Discord ou similar, pode ser apenas uma escorregada equivocada no teclado.

  Eu vou defender toda aquela corrupção!  
Weslian Roriz sobre seu programa de governo caso conseguisse ser eleita.

Sabendo que a corrupção que seu maridinho fazia, é meio fácil entender esse ato falho.

  Ão, ão, ão, seu pau na minha mão!  
Você tentando fazer aquela brincadeirinha de "meu pau na sua mão!", mas né...

Melhor eu nem falar nada...