Beija meu botão

Testeparaloira2.jpg Benjamin Button não serve pra porra nenhuma!

Se você estiver disposto a perder seu tempo com esta porcaria, vá em frente. Só que não venha reclamar dizendo que perdeu tempo, senão a chapa esquenta, morô?!


Seu-meme-APRACAeNOSSA.jpg ESTE ARTIGO É COISA DE VELHINHO RECLAMÃO...

...que não gosta de suas traquinagens, meu jovem.

Cquote1.svg Na minha época era tudo melhor, as coisas funcionavam. Viva Jânio! Cquote2.svg

Abe simpson.png


Cquote1.svg Você quis dizer: Cher Cquote2.svg
Google sobre Benjamin Button
Cquote1.svg Você quis dizer: Jenson Button Cquote2.svg
Google sobre Benjamin Button
Cquote1.svg Porra, esse cara nasceu mais velho do que eu! Cquote2.svg
Dercy Gonçalves sobre Benjamin Button
Cquote1.svg Na União Soviética, o Benjamin Button envelhece! Cquote2.svg
Reversal Russa sobre Benjamin Button
Cquote1.svg Tá olhando o quê? Eu tenho mais de 60 sim, pô! Cquote2.svg
Benjamin Button sendo questionado sobre a sua idade no caixa reservado a idosos no banco


Brad Pitt Benjamin Button com seus invejaveis 20 anos!

Benjamin Button é mais uma das muitas aberrações que existiram no mundo, pois ele viveu a vida ao contrário - nasceu velho e morreu novo, como um bebê, cagando e mijando nas fraldas. É um personagem que teve a sua história de vida contada por Fritzgerald, escritor desocupado que sonhava em poder manter uma vida sexual ativa depois dos 70, e que delegou essa dádiva ao personagem da sua trama.

HistóriaEditar

Button, que nasceu feio feito o rascunho do mapa do inferno, foi abandonado pelo pai e criado por uma tiazona que trabalhava em um asilo. O menino cresceu achando que era um velho, andando de cadeira de rodas, assistindo ao Silvio Santos aos domingos e matando as noites de segunda no bingo. Quando tinha mais ou menos uns 12, 13 anos, conheceu uma guria muito bonitinha, que nem sabia que o velhote na verdade era uma criança. A menina nem deu bola e ele ficou emputecido com a rejeição de seu primeiro grande amor: fez as malas e, quando ia virar maior de idade, zarpou do asilo da tiazona e foi ganhar a vida como puta em um rebocador. A partir daí, uma série de casos amorosos ocorreram na vida do pobre velhote - que já estava ficando adulto e, portanto, menos enrugado e com o pinto mais potente. Benjamin, junto dos amigos e parceiros de cama do rebocador, foi pra Segunda Guerra Mundial fazer a alegria dos alemães, mas saiu batido quando confundiram ele com judeu e o enrabaram no fronte. Depois disso, voltou pra casa da mãe, no asilo dos velhotes. A menininha que ele conheceu antes de sair cresceu, começou a dançar o "break" mundo a fora e se tornou uma rapariga das mais famosas na dança de rua. Benjamin não se deu por vencido, foi encontrar a guria, que gostou muito da visita e lhe deu uma noitada de sexo selvagem - que foi muito bem aproveitada por ambos, agora que o carinha estava mais novo e o jr. funcionava sem falhar. A vida de Benjamin, depois de se relacionar, namorar e até de ter casado com a tal menina, transformou-se numa merda adubada. Depois de ficar jovem, Button ainda teve de dormir com a tal guria que já começava a ficar com cara de tijolo sem reboque. Ainda por cima, a safada fodeu com a carreira de puta de rebocador do "jovem" Benjamin e ainda lhe deu um filho. Putano da cara, Button foi embora e deixou uns mangos para ajudar a filha. Juntou-se com um dos sócios da uma famosa igreja internacional, um tal de Bispo Edir Macedo, e encarregou-se de liderar um grupo de lavadores de dinheiro da Igreja Universal do Reino de Deus. Poucos meses depois, apareceu no Jornal Nacional, com a mão na grana e indiciado à prisão, junto com os outros sócios. Button teve um triste fim. Pobre, juvenil e comendo banana amassada com colher, o rapazinho morreu na prisão de Catanduva, no Brasil, ao lado de Fernandinho Beira-mar, que o manteve no colo, aos prantos, até o último suspiro do baixinho.

FilmeEditar

Recentemente, a história curiosa de Benjamin Button virou filme estrelado por Brad Pitt, o ator comedor de Hollywood. Entretanto, recentes descobertas arqueológicas demonstram que o nosso amado Button era feio como a peste, e poderia muito CP Pr0N

Personalidades que cruzaram com Benjamin ButtonEditar

Adolf Hitler (foi um dos que rejeitou a tapa as investidas oferecidas da putinha Button na Segunda Guerra) Hebe Camargo (amante de Benjamin antes de ele começar a sua vida de rapariga dos sete mares) Fernandinho Beira-Mar (quem cuidou do pobre bebê até ele bater as botas na prisão em Catanduva - ganhou o Nobel da Paz e uma caneca do Jô Soares por esse feito)