Deslivros:O evangelho de Apocalipse segundo São Yagami

Nuvola apps bookcase.png
Este artigo é parte do Deslivros, a sua biblioteca livre de conteúdo.
Konalisa.jpg Made in Nihon \(^o^)/

Este é um artigo kawaii ¬¬ com tecnorogia japonesa, né? (ou não _o/\o_ )
Caso você não seja um otaku, pode não entender nada x/
Mas se vandarizar, o Kojiro vai te dar um chute tigre _o/\o_


O começo (do fim)Editar

O profeta Yagami disse que o fim dos tempos seria uma época de muita dor e angústia, onde os mares seriam de fogo, e as terras de rocha cinzenta; e não haveria mais Mupy. Disse também que os demônios como Kyuubi, Gamabunta e o próprio Ryuk espalhariam medo pelo mundo, forçando os humanos a ouvirem An Cafe até seus tímpanos explodirem.

 
O profeta, Raito Yagami.

PassagensEditar

Convido os irmãos a abrirem seus mangás e acompanharem comigo o trecho em Apocalipse 8:2, que diz o seguinte: "E vi os tenshi, que estavam diante de Kami-sama, e foram-lhes dadas sete trombetas". Os anjos são os deuses da mitologia otaku: Haruhi Suzumiya, Mokona, Goku e seus pokémons, representando o Funk, o Sexo, a Namorada e a Vida Social, tudo o que os otakus mais detestam. Esse trecho nos mostra que o fim realmente será uma época de desastres e caos.

Porém, irmãos, para aqueles fieis em Mokona-sama, haverá a promessa de vida eterna em um paraíso. Observem o que se diz em Apocalipse 22:1: "E mostrou-me o rio puro do Mupy da vida, claro como cristal, que procedia do trono de Kami-sama e de Mokona." Aquele que se mantiver virgem até o dia de sua morte beberá do cálice sagrado de Haruhi, e os eventos de anime acontecerão em todos os fins de semana.

ProfeciasEditar

  • O mundo podre será limpado, dando início a uma nova era;
  • Aqueles que deixaram de frequentar eventos de anime perecerão, e serão esquecidos para sempre na Soul Society;
  • Aqueles que não se mantiveram virgens até o dia de sua morte não serão dignos da vida eterna no paraíso otaku e igualmente morrerão;
  • Aqueles que não praticaram Hare Hare Yukai serão condenados a ver pagodeiras fedidas rebolando para sempre diante de seus rostos.