Mudanças entre as edições de "Taiti"

6 bytes adicionados ,  10h29min de 2 de outubro de 2019
 
==Esportes==
 
A população do Taiti é adepta dos mais variados esportes. O principal deles é a corrida, que 99% da população (exclui-se apenas os aleijados) pratica quando depara-se com algum leão, tigre ou com a polícia. Seguindo de perto vem o [[rúgbi]], que esse povo, bem como quase todo o resto dos cocozinhos de pterodáctilo (fossilizados, logicamente) que ficam espalhados pelo Oceano Pacífico, só aprendeu a jogar por má influência daquelas duas (ou [[Nova Zelândia|três]]) [[Austrália|ilhas gigantes]] que ficam ali perto.
 
Recentemente, com a chegada da televisão em preto e branco no país, houve a popularização do [[futebol]]. Após assistirem o super clássico entre [[Palau]] e [[Togo]], os ajudantes de pedreiro do Taiti ficaram fascinados com o esporte, e resolveram formar uma [[Seleção Taitiana de Futebol|seleção local]], só o merda do Vahirua era profissional, fez 1 gol em 2.000 jogos pelo [[Íbis]]. No melhor e único campo de futebol do país, que os próprios <s>jogadores</s> pedreiros construíram, eles treinam chutando cocos, laranjas, ou qualquer outra coisa que role. O goleiro usaria uma [[Havaianas]] na mão, se tivesse dinheiro para comprar uma. O resultado é que, juntando esses treinamentos com a resistência natural de quem trabalha mais de 10 horas diárias levantando muro debaixo do Sol forte, eles conseguiram conquistar a [[Copa das Nações da Oceania]], batendo na final a poderosa e tradicional seleção da [[Nova Caledônia]]. De brinde, ganharam uma vaga para a [[Copa das Confederações]] no Brasil e um uniforme da [[Nike]], onde chegam como favoritos absolutos ao título.
Usuário anônimo