Mudanças entre as edições de "Plágio"

Sem alterações no tamanho ,  10h39min de 10 de novembro de 2021
m
→‎Plágio na Literatura: - correção ortográfica
m (→‎Plágio na Literatura: - correção ortográfica)
 
||'''Livro original'''||'''Livro plágio'''
|-
||'''Sabrina: A Feiticeira'''<sup>Em livro</sup>: Conta a história de uma bruxinha [[Narrador da Sessão da Tarde|que apronta muitas confusões com climas de azaração]] em sua vida. As ações passam na escola, na casa e no shopping, já que é uma bruxa patricinha. Aqui, ela solta a magia pela mão, mas procura em toda a história pela ''varinha'' do mocinho||'''Harry Potter''': Aqui é um bruxo que está em busca de vingar a morte de seus pais. Acontece em lugares parecidos, como uma escola - HoghwartsHogwarts - e outros também parecidos com a da Sabrina. Aqui, o Harry solta magia pela varinha, mas como não gosta dela, tenta "[[Sexo|empurrar]]" sua varinha na Hermione.
|-
||'''Crepúsculo''': Aqui um [[Velhas Virgens|vampiro <s>doidão</s>]] que se apaixona pela comida, mas não consegue [[Sexo|comê-la]] e nem sequer ler seus pensamentos. Ela também se apaixona pelo vampirão e quer virar vampira, mas nesse livro acaba [[Punheta|não rolando nada]]. Os dois lutam contra os vampiros do mal e acabam vencendo no final <s>como sempre</s> e acaba com todos felizes para sempre. ||'''Breakdown''': Mesmo esquema do anterior: Mocinha volta com o vampirão, acabam com os vampiros mas nesse aqui ela se tranforma em vampira e ainda tem um filho (este meio vampiro e meio humano). Este filho, quando cresce, muda o nome da saga: Vira '''Blade, o caçador de Vampiros''' com mais 3 livros que viraram filme. O garoto, negão agora depois de férias e muito sol, mata outras criaturas.
 
[[Arquivo:21Twilight2.png|thumb|171px|Vê esses livros?? Então.. um plágio do outro]]
Além das obras, vemos na [[literatura]] algumas "adapataçõesadaptações", que são os movimentos literários. Começaremos com o '''''Trovadorismo''''' .
 
Este surgiu lá na [[Europa]] por miados de 1300 e não passava de um movimento literário em que os autores para ter "inspiração" para fazer suas [[Merda|obras]] comiam [[ovo]], [[pão com mortadela]] e mais umas outras inspirações. Tais ingredientes fermentavam de certa forma que o produto ao final do processo era uma verdadeira obra de arte. Alguns ainda aperfeiçoavam tanto que faziam até [[música]]s com isso. <s>O peido</s> A inspiração saia em forma de cantigas - ou [[Peido|trovões]] - e elas, dependendo da [[Física|ressonância]] produzida {{exp|era direcionada a um público|Míssil Teleguiado}} em especial: Tinham as '''de amigo''', '''de amor''', '''de maldizer''' e de '''escárnio''', sendo esse último impossível de ficar sério após o ato. Não se sabe se era o som que fazia todos [[Risada|gargalharem]] ou se era quando saía (fazia cócegas [[Cú|na abertura]]) ou se a composição dava vontade de rir. Vemos aí que surgiu também o [[gás]] do [[CuringaCoringa]] do [[Batman]], o "[[Gás Hilariante]]". Depois dessa sessões de trovões, foi "{{exp|adaptada|Fizeram um plágio}}" por outros escritores e recebeu outro nome - "'''''Classicismo'''''".
[[Arquivo:Dupla-clássica.jpg|thumb|176px|left|No classicismo eles tinham que usar essa roupa. Imagine o cheiro por trás do pano...]]
Esse classicismo tinha o mesmos moldes do trovadorismo, mas este era meio de forma "''clássica''". Cada [[som]] que era uma verdadeira sinfonia clássica. Nesse movimento, trocou as diretrizes (ou o direcionamento), mudando um pouco o tema. Aqui tinha a exaltação do homem, ou seja, quando criava um, o mesmo ficava exaltado. Ficava tão exaltado que inclusive queria mostrar aos outros: {{aspas|Ó pá o que acabastes de criar: Prrrrrr.. Fúúúúóóóó Uouuparápaá ratá típum Ssssss}} e ficava todo exaltado com isso. Logicamente, se o mesmo não ficasse intoxicado. Com o classicismo também surgiu a medida nova. A medida nova não passa de um plágio da medida velha, mas não vamos citar aqui.
 
Pulando um pouquinho, temos o '''''arcadismo'''''. É a mesma base das citadas acima, só que aqui mudou o modo de plantio dos vegetais que davam uma inpiraçãoinspiração. Com esse movimento agravou os casos de [[botanofilia]], mas pelo menos teve a invenção e aprimoraçãoaprimoramento dos trangênicostransgênicos (que faz muito sucesso hoje em dia). Modificavam as plantinhas de tal forma que era necessário apenas uma pequena porção para poder "fazer bonito". Muitas obras que conhece hoje em dia teve influência do arcadismo. Se o artista ingerisse mais que o permitido, dependendo do estrago, nem fazia obras e sim entrava em órbita com tamanho poder de fogo. Também tiveram a ideia de conhecer outros planetas com alguns casos de exagero com os vegetais. Quanto às obras, não tiveram a cara de pau de mudar muita coisa: Só modificaram as cantigas de ninar e outras coisas. Depois, pulando mais um pouquinho, tivemos o '''''romantismo'''''.
[[Arquivo:Humor casal romantico.jpg|thumb|181px|Romeu e Julieta influenciaram muitas pessoas com sua história romântica]]
Apesar desse movimento literário ter aproveitado poucas coisas do movimento anterior, foi aí que surgiu grande parte de plágios na história. A quantidade de obras parecidas umas com as outras era tamnha que nem se colocassem os pelos do [[Toni Ramos]], [[Chewbacca]], [[Primo It]] e os pelos do sovaco da [[tua avó]] juntos não dava o número de obras plagiadas e de plágios. A obra ''romântica'' mais plagiada foi '''Romeo e Julieta'''. Logicamente esse foi um plágio também, mas vamos fingir aqui que era uma obra inédita e ninguém suspeitava disso.
rollback
14 626

edições