Heptatlo

Heptatlo é a versão feminina do decatlo que é considerada uma prova penosa demais para mulheres, sendo um conjunto de sete provas disputadas por mulheres que precisam primeiro passar por um teste de matemática para compreenderem a lógica dos pontos, que no final das contas é uma marca meramente aleatória.

HistóriaEditar

 
Ao final da competição, todas atletas reúnem-se para celebrar numa grande orgia ao céu aberto.

O heptatlo foi criado em 1981 como tentativa da IAAF de incluir as mulheres nas provas de decatlo. Como nenhuma delas suportou a carga excessiva da exigente disputa, o formato original de 10 provas foi reduzido para apenas 7 provas. Naquela época Silvia Saint estava começando sua carreira e os primeiros episódios de Emanuelle começavam a ser transmitidos pela Band e surgia assim uma demanda de público para assistir mulheres seminuas em shortinhos colados se suando todas em uma gincana de competições sensualmente bizarras, surgia assim o heptatlo profissional.

Esse tipo de jogo estreou em Olimpíadas nos jogos de Los Angeles 1984. O evento, todavia, não foi um sucesso, pois devido a picuinhas políticas, os países socialistas donos das principais atrizes pornôs do mundo boicotou aquelas olimpíadas, de modo que o heptatlo foi excepcionalmente disputado apenas por mulheres feias aquele ano, bastando-se pesquisar a cara esquisita da medalhista de ouro Glynis Nunn.

O cálculo dos pontos foi desenvolvido por um matemático bem desocupado, e até hoje ninguém entende direito aquele critério. Mas ninguém liga também, todos querem apenas ver aquele monte de mulheres socadas em shortinhos minúsculos.

ModalidadesEditar

1º dia:

2º dia:

RecordistasEditar

Pontos Atleta País
7291
Jackie Joyner-Kersee
  Estados Unidos
7032
Carolina Klüft
  Suécia
7007
Larisa Turchinskaya
  União Soviética
6985
Sabine Braun
  Alemanha
6955
Jessica Ennis
  Inglaterra
6946
Sabine John
  Alemanha Oriental
6942
Ghada Shouaa
  Síria