Home Alone 2 (Super Nintendo)

Virtualgame.jpg Home Alone 2 (Super Nintendo) é um jogo virtual (game).

Enquanto isso, a Claire está matando algum licker.

Home Alone 2 é a inesperada continuação de Home Alone 1, um jogo de plataforma bem bosta no qual controlamos um garotinho menor de idade chamado Macaulay Culkin que deve escapar de pederastas e adultos mal intencionados em geral. Teoricamente o jogo deveria seguir o roteiro do filme Esqueceram de Mim 2, mas como seria muito difícil fazer um jogo de plataforma sobre isso, foi criado toda uma fanfic.

Esqueceram de Mim 2 The Game The Shit
Home Alone 2 SNES cover.png

Capa do jogo

Informações
Desenvolvedor Imagine a bosta
Publicador PQP
Ano 1992
Gênero Plataforma e poltergeist
Plataformas Super Nintendo
Avaliação 3/10
Idade para jogar Livre

JogabilidadeEditar

Neste jogo Macaulay Culkin deve enfrentar um terrível poltergeist que vai fazer diversos objetos inanimados, como malas e esfregões, sofrerem possessão demoníaca e tentarem matar o garotinho que deve portanto sobreviver a agressões, perseguições e tentativas de abuso. Por algum motivo nesse mundo alternativo todo mundo em Nova York odeia crianças e vão se tornar automaticamente hostis assim que avistarem uma criança, cabendo ao jogador esquivar de adultos violentos e sobreviver à violência e abuso infantil porque ao longo do jogo Macaulay Culkin será atacado por profissionais do hotel, velhinhas furiosas de sombrinhas, freis franciscanos e velhinhas mendigas.

O jogo não possui qualquer relação com Home Alone 1, exceto a parte que Macaulay Culkin também trabalha como controlador de pragas, já que continua com sua mania de matar ratazanas de esgoto.

EnredoEditar

 
Macaulay Culkin precisando lidar com o abuso de dois freis franciscanos.

Macaulay Culkin é um garoto precoce que no jogo anterior (Home Alone 1) por praticar furto qualificado contra a própria casa foi mandado pra Febem (atual Fundação CASA), embora tenha utilizado de seu gênio para conseguir fugir e viver sob falsidade ideológica como hóspede em um hotel. Aparentemente a sua farsa é descoberta e os atendentes do hotel são instruídos a matar a criança na base de porrada, mas durante essa perseguição uma assombração surge no hotel (que foi construído sobre um antigo cemitério indígena) e vários objetos começam a flutuar e tentar matar o pobre Macaulay Culkin. Caso consiga sobreviver a esse tormento, Macaulay Culkin ainda precisa enfrentar como chefão da fase um cozinheiro adulto de calças arriadas a sós com uma criança.

Na segunda fase Macaulay Culkin consegue escapar do hotel, mas as ruas de Nova York não são mais seguras que o hotel porque todos os bandidos da cidade decidiram perseguir aquela criança com a clara intenção de matá-la. Enquanto tenta escapar de um monte de de marginais adultos com antecedentes criminais, Macaulay Culkin ainda precisa matar morcegos e ratos para exercer o controle de raiva e leptospirose na cidade. E sabe aquela gentil velhinha dos pombos do filme? Nesta fanfic ela não é tão amigável assim e tenta matar o Macaulay Culkin com pombos adestrados que fazem cocô na cabeça do garoto.

A terceira fase ocorre no galpão abandonado onde Macaulay Culkin enfrenta os dois bandidos do filme. Até certo ponto é a parte do jogo mais fiel ao filme, antes que Macaulay Culkin volte a matar morcegos e precisar desviar de tampas de lixo possuídas pelo capeta.

O jogo termina com uma árvore de natal gigante do satanás como último chefão. Após lidar com espíritos das trevas o jogo inteiro, um portal do capeta traz figuras malignas das profundezas e essa árvore, não havendo nenhum adulto ou nenhum caça-fantasmas para lidar com a situação, precisando a criança ir lá derrotar esse monstro, não sendo bem o jeito que o filme termina, mas umas liberdades são necessárias para se adaptar um filme para os videogames.

v d e h