Phalangeridae

cuscus
O tal gambá-preguiça que se chama cuscus
O tal gambá-preguiça que se chama cuscus
Classificação científica
Reino: Animal
Filo: Acordados
Superclasse: Quadrúpedes
Classe: Mamadores
Subclasse: Theria
Infraclasse: Marsupilami
Ordem: Cangurus-pernetas
Família: Faringite

Phalangeridae é um tipo de gambá bizarro que vive nas árvores e acha que é um bicho-preguiça. Por habitarem somente em Tuvalu Ulterior, estes bichos não possuem nome comum ou tradução para o português, sendo chamados em inglês de cuscus, mas no Brasil isso é uma comida, então sendo chamados apenas de "gambás-arborícolas-esquisitões-que-se-acha-bicho-preguiça", ou simplesmente chame de 'cuscus' sem o "Z".

AnatomiaEditar

Estes bichos chamados cuscus com s primeiramente não são comestíveis (nem cuscuz são) pois sua carne é rica em toxinas. São basicamente uns gambazinhos de médio porte. A sua pelugem é similar a de uma esponja de lavar louça, sendo aliás estes animais predados para a fabricação de tal material, o que tem culminado cada vez mais em seu crescente risco de extinção.

Possuem mãos adaptadas para trepar em galhos e para pegar frutinhas, não sendo hábeis todavia para se masturbarem com aqueles dedinhos finos, e por isso são geralmente assexuados.

Por serem extremamente preguiçosos, o que é normal e aceitável pois vivem em Tuvalu Ulterior onde não te nenhum bisão para caçarem ou coisa parecida, eles são sobretudo animais folívoros, e seu sistema digestivo totalmente adaptado a estas condições, de modo que 90% de seu intestino é formado pelo ceco, um órgão que serve de sacola retendo as folhas comidas deixando-as fermentar por meses como seu modo peculiar de digestão, e inclusive permitindo que o animal possa soltar bufas fedidas como forma de auto-defesa.

HabitatEditar

Por serem um tipo bizarro de gambá, o seu único habitat são as ilhas de Tuvalu Ulterior, único bioma do planeta Terra capaz de propiciar todas as condições para o cuscus que não é comida sobreviver.

FamíliasEditar