Preguicite

Vagabundo


Testeparaloira2.jpg Preguicite não serve pra porra nenhuma!

Se você estiver disposto a perder seu tempo com esta porcaria, vá em frente. Só que não venha reclamar dizendo que perdeu tempo, senão a chapa esquenta, morô?!

No Wikipedia.png QUEBRARAM A CARA!

Os espertalhões da Wikipédia NÃO têm um artigo sobre Preguicite.

Cquote1.svg Você quis dizer: Vagabundo Cquote2.svg
Google sobre Preguicite
Cquote1.svg Você quis dizer: Descíclope Cquote2.svg
Google sobre Preguicite
Cquote1.svg Você quis dizer: Você que está lendo Cquote2.svg
Google sobre Preguicite
Cquote1.svg Você quis dizer: Ressaca Cquote2.svg
Google sobre Preguicite
Cquote1.svg Ai, meu Deus! Cquote2.svg
Vagabundo sobre Preguicite
Cquote1.svg Eu que descobri esta moléstia... Cquote2.svg
Eu sobre Preguicite
Cquote1.svg Que coisa boooa... Cquote2.svg
Doente, gozando com a Preguicite
Cquote1.svg Nova doença é descoberta no Brasil, os cientistas ainda não a mataram porque já foram atingidos. Cquote2.svg
Jornais estrangeiros sobre como está bem o nosso país
Cquote1.svg Caramba, tô com preguiça de escrever. Cquote2.svg
Eu
Cquote1.svg Tô com preguiça. Cquote2.svg
Papai Noel sobre entregar os presentes
Cquote1.svg O motivo de não funcionar nada aqui. Cquote2.svg
Brasileiro
Cquote1.svg Ai, que preguiça. Cquote2.svg
Maconhaíma Macocaína
Cquote1.svg Vai ter com a formiga, ó preguiçoso. Cquote2.svg
Salomão sobre Você
Cquote1.svg Eu nunca tive medo. Cquote2.svg
Regina Duarte sobre Preguiça
Cquote1.svg É nós, mano! A gente é o dono dessas parada! Cquote2.svg
Os mano sobre preguicite
Cquote1.svg Tô com preguiça. Cquote2.svg
Preguiçoso sobre descascar uma banana
Cquote1.svg Tô com preguiça. Cquote2.svg
Preguiçoso sobre abrir o olho
Cquote1.svg Tô com preguiça. Cquote2.svg
Preguiçoso sobre ajudar a mãe dele que tá morrendo
Cquote1.svg Só podia ser preto brasileiro, mesmo. Cquote2.svg
Gringo sobre nossa maldita invenção.
Cquote1.svg A preguiça é a melhor coisa que Deus criou! Cquote2.svg
Preguiçoso, fazendo uma sábia reflexão

A Preguicite, ou doença brasilera, ou ressaca, ou simplesmente preguiça, é uma das malditas invenções portuguesas, copiadas por brasileiros, mais precisamente paraenses, que assola a maioria(sim! Eu disse a maioria!) dos brasileiros na atualidade, enquanto o resto do mundo tá numa booa. Não adianta, ela já infectou você.

Baiano 999.gif Preguicite
possui um refinadíssimo senso de vadiagem

Sabe muito bem como fingir que trabalha, mas faz porra nenhuma de útil.


Uhuaaaaaaaaaaaaahhhhhhh, que preguiça!Editar

 
E a preguicite retorna ao reino animal...

A Síndrome da Preguiça Adquirida, mais conhecida como Preguicite mesmo, é uma moléstia que sempre assolou a humanidade e continua a fazer seu estrago no mundo todo. A Preguicite é provavelmente a maior doença de todos os tempos, pois praticamente nasceu com a humanidade (Deus, com preguiça de fazer uma mulher pro coitado do Adão, vai lá e tira uma costela dele só pra fazer uma) e morrerá com ela. A Preguicite é considerada uma doença cruel, pois mina pouco a pouco as energias do (in)felizardo, além de ser uma doença crônica, podendo o doente conviver com ela durante toda a sua vida.

DetalhesEditar

A doença é originária de mamíferos do reino animal, popularmente conhecidos como preguiças, em que se hospeda o vírus preguicitatus molestiæ, causa da aparente agitação característica do bicho preguiça, hiperativos demais. O vírus é passado ao ser humano pelo mosquito conhecido como Muriçoca da Dengue, através de sua picada, que introduz o maldito vírus na corrente sanguínea, curiosamente provocando efeitos invertidos do seu antigo hospedeiro (moleza extrema), e dando início a terrível moléstia.

Outra forma de contrair a síndrome é a hereditária, isto é, a doença passa de pai para filho (curiosamente esta forma de se contagia é a mais comum), sendo a versão mais perigosa da doença pelo fato de o indivíduo já nascer com ela e seu corpo já ter se acostumado com os sintomas; a Preguicite é uma doença tão forte que chega ao subconsciente e modifica totalmente seu jeito de pensar e agir, tudo gira em torno de uma coisa: Preguiça.

SintomasEditar

A Preguicite não é de todo visível, por que não se manifesta toda hora, apenas geralmente quando lhe é mandado fazer algum serviço. Mas quando o doente está tendo um ataque epileptico preguiçoso, algumas coisas tornam-se visíveis, como a ignorância, no caso de alguém lhe pedir um favor muito importante, e é respondido com um simples Estou ocupado. Neste caso, a preguiça superou a bondade e o sentimento de ajudar só para ficar em paz (EGOÍSTA!!!).


Existem casos em que o indivíduo não tem essa moléstia, mas usa esta desculpa só para fazer coisas que não quer ou não gosta. Exemplo:

Uma garota chega em você e diz:

  ei, vamos transar?  
Garota
  ah, não, tô com preguiça  
Você, seu viado

Isso aí foi a extrema demonstração de pura viadagem, já que qualquer homem que se preze não recusa uma boa foda.

Esse aí foi apenas um pequeno exemplo de como a desculpa da preguiça pode levar a resultados hilários. Felizmente existem tratamentos que ajudam a se livrar do vício (PA, Preguiçosos Anônimos) que a Desciclopédia preparou especialmente para você, vagabundo!

A improvável curaEditar

A preguicite tem cura sim, por incrível que pareça, é muito eficaz, mas não é rápida, muito menos barata (aqui não é casa da mãe Joana):

 
Uma boa sessão de exorcismo e um Homer novinho em folha.

Sim, a doença é séria a ponto de solucioná-la deve usar uma boa dose das ações sobrenaturais, sendo que o método é totalmente confiável(Não nos responsabilizamos se de caso você ir para o inferno) e seguro. 99,8% das pessoinhas que tentaram tiveram êxito, o resto se fudeu desapareceu misteriosamente.

 
A preguicite em pessoa, fuja!
  • 2a Fase:PORRADA!!!

Se a doença persiste perante as forças sombrias, devemos apelar para o tratamento intensivo da doença: Trabalhar. Coloque qualquer servicinho vagabundo diante do infeliz, e dê uma recompensa a ele, como por exemplo, comida, descanso (???), 5 horas jogando GTA... E por aí vai, contando que ele não deixe a preguiça retornar. Não dê mole, não passe a mão na cabeça dele, muito menos tenha dó nem piedade, desça o cassete nesse lazarento, afinal, é para seu bem (o seu e o dele). Lembre-se que ele dará as velhas desculpas sem noção, Ah, vai furar de novo, pra quê remendar?; Esse pirento vai morrer mesmo, nem precisa levar ao veterinário, vamos até economizar em ração; Nunca se deixe levar por essas desculpas idiotas.


Se todos os métodos não resolveram, não há mais nada a fazer, pois o doente chegou ao nível de preguiça extrema (Extreme Laziness Level-ELL), em que ele tem tanta preguiça que nem come mais. O jeito é enterrar vivo mesmo, antes isso do que ter que aguentar um vagabundo na nossa casa. Felizmente é muito raro alguém chegar ao ELL, fazendo com que a maioria se cure depois de um tempo.

Vasp, o Instituto da PreguiçaEditar

Existe uma instituição, o Vasp (Vagabundos Anormais Soltando Pum Safados Preguiçosos) que acolhe vagabundos e doentes que não têm esperança de curar-se da terrível doença e vão tentar a vida nesse instituto. A Vasp é uma organização independente sem fins lucrativos (familiar), chefiada por (não revelado), que visa devolver a auto estima que os preguiçosos geralmente perdem, e reabilitar eles para um emprego (quase sempre dá errado).

A Preguicite no BrasilEditar

Quando a Preguiça chegou no Brasil, poucos imaginariam seu efeito devastador neste país, pois ela é muito mais forte aqui do que no resto do mundo, digamos que o Brasil é o campeão mundial de infectados pela doença; é muito fácil vermos um doente. O povo brasileiro culpa seus políticos por serem corruPTos, mas na verdade só são preguiçosos mesmo (Taí o motivo de não funcionar nada aqui).

Mas os brasileiros sempre dão um jeito de disfarçar seus erros, até porque somos conhecidos no mundo por sermos espertos e malandros, como no exemplo do ditado: Aqui, tudo termina em porrada pizza; é só um disfarce de que o infeliz não quer preparar um jantar decente, em vez disso tem a brilhante ideia de pedir uma pizza. Logo, o próprio jeitinho brasileiro é a Preguicite disfarçada.

Uma verdade verdadeiraEditar

 
Isso não é preguiça, é pinga, meuu!!!!

Há uma verdade sobre a doença da Preguicite que todos conhecem: Os preguicosos nos irritam. Não existe afirmação mais verdadeira sobre a moléstia, por que os atingidos pela doença demontram ignorância, viadagem, moleza, além de serem uns idiotas pelo fato de quererem que os outros façam as coisas por eles, enquanto ficam deitados; depois de tudo isso têm uma filosofia idiota e sem noção, levando-nos a formular frases e conclusões como estas:


  A Preguiça é a mãe da invenção.  

Caralho, tô com preguiça de escrever.ALGUÉM TRAGA UM ENERGÉTICO!!!


Mas os brasileiros sempre dão um jeito de disfarçar seus erros, até porque somos conhecidos no mundo por sermos espertos e malandros, como no exemplo do ditado: Aqui, tudo termina em porrada pizza; é só um disfarce de que o infeliz não quer preparar um jantar decente, em vez disso tem a brilhante ideia de pedir uma pizza. Logo, o próprio jeitinho brasileiro é a Preguicite disfarçada.

Ligações ExternasEditar