Ródio
Rhodium plates.jpg
Barras de ródio que valem menos que dinheiro. Faltam 34 prótons e elétrons para isso.
Símbolo, número Rh, 45
Série metal que é metal
Principal isótopo 103Rh
Propriedades atômicas
Massa atômica 102,90 cus
Dureza Duro
Nível de radioatividade Nula
Nível de toxicidade Faltam testes
Propriedades físicas
Comestível? Melhor não
Inalável? Não
Posso passar na pele? Não
Onde encontrar América do Sul
ponto de fudição -
ponto de rebuliço -
Coisas de quadrinhos
Probabilidade de te transformar num super-herói Possibilidade nula


Ródio é o nome dado a um metal conhecido também como "platina de má qualidade". Este elemento químico é um metal transudo, ou seja, em temperatura ambiente encontra-se em estado sólido e pode ser inserido em orifícios sem problemas e sem consequências, só prazer.

DescobertaEditar

Foi em 1803 que Will "Escondido" RolaStorm chegou à conclusão que o ródio existia. Para tal, ele adquiriu um minério de platina extraído do Acre, local onde tanto forças místicas como a distorção do espaço-tempo eram capazes de produzir metais que são incomuns no restante da Terra, como a platina impura com ródio e ambos os metais puros, mas para adquirir o ródio puro, William precisou primeiro dissolver sua pedra de platina em uma solução de ácido sulfúrico com água sanitária, para depois temperar com cloreto de amônio, pra aquele gostinho finlandês à mistura e esperar que ela cometesse suicídio na ausência de black metal. Desta alquimia, sobrou como resultado uma pedra de ródio-paládio. Após William quebrar uns termômetros antigos em cima da pedra, o cianeto de mercúrio removeu o paládio. No final sobrou o cloreto de ródio, um pó vermelho, e o passo final foi refogar esse cloreto de ródio numa panela de arroz, resultando em dois pós distintos, o "coloral" e ródio puro.

CaracterísticasEditar

É como a platina, só que piorada, com menos elétrons, menos prótons, menos nêutrons, menos hidrogênio grudado, menos serventia como eletrodo, menos viadagem na hora de falar o nome... Olhando de longe até parece um metal bom, pois é todo brilhoso, bonito e parece útil, mas é tão difícil de adquirir que nem vale tanto a pena assim, é melhor um carro cromado do que um carro rodiado, se o único efeito que precisa é brilho metálico.

UsosEditar

Como é similar à prata, seu principal uso é na fabricação de medalhas de prata falsificadas, geralmente distribuídas naquelas jogos escolares fajutos. No geral este metal não possui nenhum uso útil. Se você quiser uma liga metálica que suporte bem o calor e seja fácil de extrair você escolhe rutênio ou platina. Se você quiser um metal bonito pra te adornar, tem o ouro e o cobre. Se quiser um radioativo pra explodir uma bomba você escolhe o plutônio ou o césio, então não sobram muitas utilidades mesmo pro ródio.

Só por dó de transformá-lo em lixo espacial, algumas pessoas usam o ródio para servir como endurecedor de ligas de platina e, principalmente, no banho de joias para protegê-las do desgaste cotidiano, mas o ródio é tão inútil que nem nisso ele serve muito, já que também se acha nobre e não colabora com o metal banhado, então se for revestir uma pedra preciosa para preservá-la, é melhor pintar com verniz ou guardá-la num cofre de chumbo, exceto se você morar em Goiânia...