São Pedro da Aldeia

São Pedro da Aldeia é uma dessas irrisórias cidades cariocas. Em 2015 um enorme grupo de cracudos do Rio de Janeiro capital, migrou de forma ilegal para a cidade contribuindo para o aumento de pombos da região.

PolíticaEditar

Seus políticos são tão bons, que enriquecem logo no primeiro ano de mandato. Além disso, nas épocas de eleição, os habitantes tem a pitoresca forma de renda de "segurar o pau dos políticos": ou seja, ficar sentado na calçada segurando uma vara com uma bandeira de campanha eleitoral por uma mixaria que será gasta com meio quilo de camarão da lagoa.

GeografiaEditar

Localizado na Região dos Lagos, no Rio de Janeiro, é cercado pelas cidades de Cabo Frio, Araruama, Búzios e Arraial do Cabo, mas é a única que não tem praia, ainda bem, se não iria sujar todas as outras praias da região, como faz com a Lagoa de Araruama, cagam na lagoa a semana toda e no final de semana, vão levar seus filhos para tomarem banho.

Bairros Não Tão IlustresEditar

  • Sudoeste: Local fascinante para tomar um Guaravita por 5 reais e banhar-se na verde e poluída lagoa
  • Poço Fundo: Bairro inútil onde não há nada além de alagamento ao chover mais de 8 segundos
  • Porto da Aldeia: Uma mistura dos anteriores, só que ainda pior
  • Centro da Cidade: Não há nada a se fazer, a não ser ir a rodoviária local e sair da cidade o mais rápido possível antes que fique de saco cheio dela
  • Campo Redondo: A melhor parte é sair da cidade por ali

TurismoEditar

 
Melhor parte da cidade.

As principais atrações de São Pedro da Aldeia são uma praça no centro da cidade com um canhão que serve para seus moradores sentarem, onde tem um clube do "suvaco pobre", com funk e coisas piores que é melhor não comentar, caso não faça seu tipo tomar cerveja quente no tradicional botequim próximo, há uma lagoa em que os seus milhares de habitantes jogam os seus dejetos, causando uma saudável coloração verde. Há também uma Base da Marinha, mas como lá não tem mar, obviamente não há navios, mas em compensação há aeronaves que gentilmente acordam os cidadãos (tipicamente as 3 da manhã). Existe também um centro onde tem loja como Americanas, South (que tem em todo lugar), e umas outras bem furrecas, tais como trocentas drogarias e restaurantes que custam os olhos da cara. Lá também tem umas sorveterias que servem como ponto de encontro para pobres frustrados que não tem dinheiro para ir ao shopping de Cabo frio (Park Lagos)

É um lugar ótimo para não fazer nada, pois tudo que tem lá é nada, e se você for passar férias em São Pedro, você tá muito pobre, pois até a passagem para Cabo Frio é o preço de dois miojo com ovo.

Essencialmente, a melhor parte de São Pedro é ir embora de volta para o Rio de Janeiro, ou não perder seu tempo e ir de uma vez a Cabo Frio.

GastronomiaEditar

Seu povo comem arroz e feijão com ovo no almoço e na janta, mas aos finais de semana comem pastel na pracinha, se sentem em Nova York pela ventania que faz na beira da lagoa. todos são dependentes de Cabo Frio, tratam a ova do peixe tainha, onde salgam e é cozida pelo sol, com preço mais caro do que o caviar do Mar Cáspio. Além disso, há o nutritivo hábito dos habitantes de consumirem peixes conhecidos como carapicus, que oferecem um rico valor nutri-adequado, contendo cerca de 98% espinhas e cartilagens e 2% de carne livre de vitaminas e minerais.