Um suicida em série

Série é um termo de amplo significado[1] e que, basicamente, refere-se a coisas que seguem uma sequência padrão e que juntas fazem parte de um conjunto, que é então chamado de série: por exemplo, uma série de tapas de ouvido que você leva na escola; uma série de vídeos pornô de bondage scat que você assiste no Xvideos já que agora o PornHub deletou tudo; uma série de piadas ruins em um artigo como este; etc.

O uso do termo série depende muito do contexto. Se você estiver na escola, vai usar o termo série para se referir a grade escolar, e provavelmente vai estar falando para o seu colega que com certeza irá repetir de série. Agora, se você estiver navegando no Netflix, o termo série normalmente se refere a uma série de televisão, o que está errado porque Netflix é um serviço de streaming e não de televisão. Ou seja, quando você para pra pensar na etimologia das coisas, tudo fica mais confuso.

Os diferentes tipos de sérieEditar

Como já foi dito anteriormente, o termo série tem diversos usos, então vamos falar dos principais.

Série de televisãoEditar

 
Série de televisão
 Ver artigo principal: Série de televisão

Uma série de televisão é um produto que não pode ser classificado em nenhum outro termo classificador de conjunto, e como ninguém sabe que bosta de termo dar, chama simplesmente de série. Isto é, não é novela, anime, desenho nem filme, é simplesmente uma série de episódios que tem 45 minutos mas que, às vezes, tem uma hora, e outras vezes até mais que isso, ou não.

Uma solução para evitar o erro de usar o termo "série de televisão" em serviços de streaming é falar "série do Netflix". Só que, parando para pensar, isso deixaria tudo mais confuso, pois existem mais de 8000 serviços de streaming, então você terá de saber onde cada um está hospedado? Por exemplo, digamos que a Disney compre a série Breaking Bad porque ela compra tudo e é bem provável que isso aconteça mesmo; você vai dizer que a obra é uma "série do Disney+"? Talvez não, afinal, Breaking Bad originalmente estreou na televisão, no canal AMC, então é uma série de televisão mesmo se estiver hospedada no The Pirate Bay. Mas e se a Disney comprar Better Call Saul também, que estreou originalmente no Netflix; a "série do Netflix" vai continuar sendo do Netflix mesmo estando do Disney+?

Quer saber, foda-se. Chama só de "série" que facilita a vida.

Uma "minissérie" é uma série mini, mas este é um termo usado exclusivamente pela Globo porque ela entende que comparar qualquer bosta que ela produziu com séries de verdade seria um crime. Outra, geralmente as produtoras gostam de fazer novas temporadas para suas séries, para ordenhar a vaca até que a mesma fique raquítica, então imagina que eles lançam uma "minissérie" e depois produzem mais de 8000 temporadas. Continua sendo mini? Não, porque só a Globo usa esse termo e o resto do mundo do entretenimento está cagando para isso.

Não confunda série de televisão com seriado, que eram filmes antigos exibidos no cinema picotados em várias partes para gerar suspense e garantir a presença dos espectadores para o próximo episódio. Hoje em dia, essa porra nem existe mais, então o termo seriado acabou sendo jogando na sacola de palavras usadas para se referir a séries.

Série de escolaEditar

 
Ano letivo

No ambiente escolar, o termo série se refere ao ano letivo. Normalmente, deixa-se de usar esse termo no ensino médio, quando o aluno já é inteligente o bastante para saber que série é um termo que não faz sentido nenhum nesse contexto e passa a se referir aos anos letivos do jeito certo, isto é, primeiro ano, segundo ano, etc.

De acordo com o dicionário, esse termo é um "brasileirismo", o que significa que os brasileiros é quem foram criativos e deram tal significado ao termo. Parando para pensar, até que não é tão absurdo assim, afinal, a escola nada mais é que uma série de anos desperdiçados da sua vida que você jamais conseguirá de volta, e isso é bom porque, caso você pudesse viver tais anos sem ir à escola, iria passar todo o seu tempo livre batendo punheta para hentai e jogando qualquer merda . Talvez você pudesse fazer algo útil da vida como editar a Desciclopédia, mas acontece que você não saberia ler pois não foi para a escola.

Serial killerEditar

 
Cereal killer
 Ver artigo principal: Serial killer

Em português, o termo correto seria "assassino em série", mas ninguém usa esse termo porque é muito mais legal falar serial killer, o que se você parar para pensar é escroto pra caralho porque, porra, por que você quer usar um termo tão cool para se referir a um assassino psicopata? E outra, as pessoas só acham o termo em inglês mais legal porque chupam as bolas dos Estados Unidos.

No que diz respeito ao significado do termo, não tem muito o que dizer, é exatamente o que soa: um assassino que mata uma série de pessoas. Normalmente, os filhos da puta seguem um padrão de pessoa, como se estivessem montando um portfólio, o que é burrice pra caralho pois facilita o trabalho das autoridades de localizar o indivíduo.

No cinema, alguns personagens icônicos são assassinos em série, como o Jason Voorhees, Freddy Krueger e o Hannibal Lecter. Na vida real também existem vários serial killers famosos, o que é putaria pois isso só incentiva outras pessoas a virarem assassinas em série, como se fosse um hobby. É que nem os trolls: quanto mais atenção você der a eles, mais forte eles ficam. Você pode conferir alguns assassinos em série aqui, só que os nomes deles não são nem um pouco maneiros como os do cinema: Pedro López, William Bonin, Tripa Seca...

Ver tambémEditar

Referências

  1. Amplo como o cu da sua mãe