Seborga

Principato di Seborga
Principado dos Cyborgs
Seborga
Bandeira
Brasão
Bandeira Brasão
Lema: Sombra, Lasagna e Água Fresca
Hino nacional: La Traviata

Localização de Seborga

Capital A própria Seborga
Cidade mais populosa Castelo de Seborga
Língua italiano, liguriano e klingon
Religião oficial Catolicismo
Governo monarquia eletiva absolutista
 - Príncipe Giorgio I esse morreu
Marcello I
Heróis Nacionais Emerson Fittipaldi
Área  
 - Total 14 km² km² 
 - Água (%) a de Mônaco
 
População 320 encanadores 
PIB per Capita Dinheiro algum 
 
Moeda dólar do Luigi
Website governamental O governo italiano tomou o servidor


Seborga é um microrreino da Europa na fronteira franco-italiana a 35km de Mônaco que serve pra tirar uma graninha em cima dos ricaços otários indo jogar blackjack nesse paraíso fiscal.

HistóriaEditar

 
Escoteiros mirins usados sem saber como escravos da micronação

Fundado em 953 pelo sacro imperador germânico Otto I, que naquela época tava fazendo uma pequena excursão pelo sul europeu anexando e pilhando. Ao voltar da visitação obrigatória aos parques temáticos do finado Império Romano, o pequeno Otto resolveu ficar ali mesmo naquele limbo que não é França e nem Itália e construir uma casa de praia ali. Pois além de ter acesso livre às gostosas tomando sol nas praias italianas, ainda ficaria fácil de ir pra Mônaco tomar uma gelada e brincar no Cassino Monte Carlo nas férias.

No ano seguinte o imperador esqueceu daquele lugar e como não tinha ninguém lá mesmo, isso facilitou que Seborga fosse ocupado pela Igreja Católica, que transformou o lugar num monastério. Em 1079 o padre responsável foi transformado num príncipe do Sacro Império Romano-Germânico, pelas suas gentis contribuições financeiras com a igreja.

Mais de 1600 anos depois, com a unificação da Itália, aquele paiseco foi esquecido de novo, dessa vez pelo Reino da Itália que anexou a região sem nem perguntar pra eles se podia e por isso Seborga nem foi mencionada no ato de unificação mas é claro que pela insignificância daquele principado, isso não fez diferença nenhuma.

Fast forward pros anos 60, quando Giorgio Carbone, um encanador seborguense todo fodido pendurado no INSS com o aluguel atrasado há 1 ano e a esposa querendo largá-lo, achou num sebo uma Super Interessante contando toda essa história que ninguém liga; e baseado nisso, o Giorgião convenceu os moradores de Seborga que ele deveria ser coroado príncipe local. O golpe funcionou e ele governou como Príncipe dos Cyborgs Seborgues de 1963 até 2010, quando ele bateu as botas sendo substituído por Marcello I, outro manezão com mania de grandeza.

EconomiaEditar

O Principado de Seborga fica numa posição estratégica entre as fronteiras francesa, italiana e monegasca, e por isso gera uma lucrativa oportunidade com venda de souvenirs inúteis e pedágio, pros bilionários espertalhões que vão pra lá durante as férias assistir a Fórmula 1 em Mônaco e curtir uma na praia com as gostosas francesas. Para driblar isso, os ricaços estão dando a volta em Piemonte.

Relações DiplomáticasEditar

Em 1970 o outro estado-anão dentro da Itália, San Marino, declarou guerra a Seborga na disputa do título de micropaís mais ridículo europeu. Porém, a questão foi resolvida após uma cordial troca de pizzas e lasagnas entre as duas subnações.

Micronações do mundo
v d e h

Aeterna LucinaAramoanaAvramCelestiaDomínio de MelchizedekElleoreEnenKioFlórida Ocidental BritânicaForvikFrestoniaHay-on-WyeHutt RiverIlha RosaImpério AericanoImpério AtlantiumImpério CopemanImpério RomanovKugelmugelLadoniaLiberlandMarlboroughMinervaMolossiaNavio AtlantisNova UtopiaPaís Global da Paz MundialPerlojaRainbow CreekRedondaReino do AmorReino Gay e Lésbico das Ilhas do Mar de CoralReino da HumanidadeReino de Outro MundoRepública da ConchaRepública de Morac-Songhrati-MeadsRepública Socialista de BjornReuniãoRockallSaugeaisSealandSeborgaSudão do NorteTalossaVaticanoVikeslandWestarcticaWhangamomona