Toy Story (jogo)

Virtualgame.jpg Toy Story (jogo) é um jogo virtual (game).

Enquanto você lê, Marisa Kirisame rouba outro coração em Touhou

Cquote1.svg Você quis dizer: Jogo feito para aproveitar a fama do filme? Cquote2.svg
Google sobre Toy Story (jogo)
Cquote1.svg Esse jogo tem dois menus? Cquote2.svg
Qualquer um sobre Toy Story (jogo)
Cquote1.svg YEEHAW! Cquote2.svg
Woody sobre qualquer coisa
Cquote1.svg Um jogo para Nintendistas e Seguistas! Cquote2.svg
Comercial do jogo

Brinquedo História: O Jogo
Toy Story Video Game SNES.png

Woody e Buzz analisando sua feiura

Informações
Desenvolvedor Contos do Viajante Jogos
Publicador Disney Interactive
Ano 1995
Gênero Plataforma/Puzzle/Brinquedos
Plataformas NES (jogo pirata), SNES, Mega Drive, Game Boy e Windows 95
Avaliação 9/10
Idade para jogar Jogadores raízes que não choram quando perdem e não botam a culpa no jogo

Toy Story é um jogo lançado em 1995 feito para poder aproveitar a fama do filme Toy Story; uma verdadeira estratégia de marketing, e como se essa tacada genial não bastasse, lançaram o jogo para 4 (5 se contar a versão pirata) plataformas diferentes, para assim, não acontecer briguinhas entre os dois lados.

Como não dava para fazer um jogo em 3D assim como o filme, tiveram que usar a mesma gambiarra usada na série Donkey Kong Country, que fazia qualquer um pensar que o jogo era em 3D... pelo menos naquela época.

EnredoEditar

 
  Hmph, traidores!  
Woody

A história é praticamente a mesma que a do filme, só que com fases porque se não, isso não seria um jogo. Basicamente, Woody é o fodão entre os brinquedos do Andy, mas aí, chega o Buzz Lightyear, um brinquedo esquizofrênico que pensa que é um astronauta que acaba tomando o lugar de fodão de Woody.

Woody fica irritado com o ocorrido, e então, muitas trapalhadas e confusões acontecem com essa dupla do barulho, embora nós só jogamos com o Woody.

JogabilidadeEditar

 
Woody mostrando ser um grande fã do Charlie Brown Jr. enquanto aposta uma corrida de skate contra o cachorro do Sid

O jogo possui a jogabilidade de um jogo de plataforma em 2D, mas aqui, temos um elemento que era para diferenciá-lo dos outros jogos: a corda do Woody; com ela, nós podemos prender os inimigos para o jogo ficar mais fácil, além dela servir para resolver os puzzles do jogo e também ser a única maneira de derrotar os chefes; sim, sem dar pulo na cabeça dos inimigos, tem que ser usando a corda, que com todas essas utilidades, deve ser da Polishop.

Além de ter essa corda milagrosa, também podemos falar sobre as fases, que possui muitas variedades, tendo até uma fase em que você tem que correr contra o Buzz, que vive voando caindo com estilo durante a fase toda, e até uma fase em que você tem que correr do cachorro do Sid como se não houvesse amanhã.

 
Parece que o Woody está de mal-humor com o Porquinho (ou então deve ser o fato desse jogo pirata existir)!

O port pirata para NintendinhoEditar

 
Será que só a letra B existe no mundo do Toy Story de NES?

Como tudo que é bom faz sucesso, lá na China é pirateado, e esse jogo não passou impunes. Um port cheio de erros de ingrês e com uma incrível paleta de cores foi feito desse jogo, e olha que só uma pessoa fez esse port maldito.

Essa versão era para ser idêntica à original, se não fossem as limitações que ela tem, como a lentidão do jogo e a trilha sonora que até um paraplégico se levantaria para abaixar o volume. Por sinal, esse jogo aí foi comercializado nos países onde a pirataria mais come solta: China e Rússia.

ChefesEditar

  • Nightmare Buzz - Uma versão mais edgy do Buzz que Woody enfrenta quando esteve sob o efeito de drogas, além dele só saber teletransportar até a direta e a esquerda e soltar um laser, além de quatro bolas girarem sobre ele, para dificultar ainda mais sua morte; mas no final, é um chefe bem fácil, você apenas precisa abusar do poder da corda.
  • Buzz Lightyear - Aqui, você tem que lutar contra ele durante a cena em que Buzz revela que é gay, e Woody pergunta "Tu é gay, mano?" Woody e Buzz brigam perto de um posto de abastecimento. Durante a batalha, você pode perceber que o Buzz usa a técnica milenar de correr para caralho, então você vai ter que usar um pneu para o Buzz ficar preso para assim, você conseguir dar dano nele e parar essa correria do caralho.
  • A Garra - Agora, o último chefe, que é o Deus dos alienígenas do Pizza Planet; aqui, você precisa jogar os coitados dos aliens até a garra, porque de alguma forma um pedaço de plástico consegue dar dano em algo de metal, e além disso você tem que impedir de ser pego pela garra, além de também impedir o Buzz de ser pego.

Ver tambémEditar

v d e h